PROTESTO

Agentes penitenciários de MT fazem protesto por 48 horas 179


Fotografia: Reprodução

Os motivos são o baixo efetivo, a jornada voluntária – que, segundo o sindicalista, foi acordada com o Governo e não vem sendo cumprida – e o fardamento, que tem sido custeado pelos próprios agentes.

João Batista afirmou que o sistema penitenciário do Estado está negligenciando a segurança das unidades por causa da falta de efetivo.

“Nós temos cobrado do Governo do Estado já há bastante tempo, principalmente a liberação da chamada jornada voluntária, que é a autorização para aqueles agentes que estão de folga possam dar apoio nas unidades para melhorar o efetivo. E o Estado, apesar de ter feito o acordo, não tem cumprido”, afirmou João Batista ao MidiaNews.

Além da jornada voluntária, o presidente do sindicato citou que uma grande reclamação dos servidores é o gasto com fardamento. Ele afirmou que eles gastam em torno de R$ 2 mil por ano com fardamento e o Governo não devolve esse dinheiro.

Durante o ato, os agentes serão redistribuídos nos postos de segurança.

“Por exemplo, na Penitenciária Central de Cuiabá, nós temos cinco torres. Durante o dia, ficam apenas duas ativadas, porque você desloca o pessoal das torres para fazer escolta. O que nós vamos fazer? Não vamos fazer escolta, vamos ficar apenas nas torres. Como não tem efetivo suficiente, não vai ter escolta”, disse João Batista.

Com isso, serviços como as visitas não poderão ser realizados por 48 horas. “Não vamos ter como atender o público, os advogados, oficiais de justiça, porque não tem efetivo suficiente para poder acompanhar esse pessoal”, afirmou.

O objetivo, segundo João Batista, é chamar a atenção não só do Governo, mas de toda sociedade. “A situação que a gente vem passando no sistema penitenciário não é de hoje. Já tem bastante tempo que a gente vem pedindo socorro e o Governo do Estado vem fingindo que não é com eles”, afirmou.

O presidente afirmou que a fragilidade do Sistema Penitenciário tem feito com que as facções criminosas se fortaleçam no Estado.

“Hoje por exemplo por encontrado morto um taxista onde no vídeo apresenta o Comando Vermelho matando um taxista do PCC. Vários vídeos que circulam em redes sociais mostrando o Comando Vermelho dando lição no pessoal e tudo isso motivado pela fragilidade do sistema. O Governo faz de conta que não é com ele, fecha os olhos para tudo isso. Então nós estamos exatamente chamando a atenção da sociedade para essa situação”.

Na sexta-feira (11) o sindicato realizará uma nova assembleia e, se acharem necessário, poderão lançar a “operação padrão” por tempo indeterminado.

Veja também

CONCURSO Tribunal Superior do Trabalho oferece 52 vagas com salários de até R$ 10,4 mil; veja onde se inscrever
CISA Veja como se inscrever para concurso do CISA com 27 vagas de trabalho e salários de até R$ 11,9 mil
VISITA Á RÚSSIA Com foco em modais ferroviários e hidroviários, comitiva dá início ao 9º dia de visita à Rússia
RECORDE MATO GROSSO VENDE US$ 107,16 MILHÕES EM CARNE BOVINA E BATE RECORDE EM JULHO
CONCURSO UFMT divulga gabaritos e prazo para recursos do concurso do DAE/VG, realizado no final de semana
CONCURSO DAE e UFMT divulgam locais e horários das provas para o concurso do próximo domingo
Publicidade

Copyright © 2013 - 2017 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados