• Diamantino, 12/12/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
R$ 2,8 MIL

Petição quer reduzir salário de vereadores de Cuiabá 757


Fotografia: Reprodução

Uma petição online pretende reunir assinaturas para criar um projeto de lei de iniciativa popular que reduza os salários dos 25 vereadores de Cuiabá de R$ 15 mil para três salários mínimos, o que corresponderia hoje a R$ 2,8 mil.

A iniciativa é do presidente do bairro do Altos do Moinho, Sandro Augusto. Até o momento, apenas 54 pessoas assinaram a petição. Segundo ele, o cargo de político não é “profissão” e os políticos se candidatam voluntariamente em busca de ajudar o seu próximo - e não para “se auto-beneficiar com altos salários”.

Ele justificou ainda que os valores recebidos “são incompatíveis com a realidade da população”, uma vez que os salários dos vereadores são de R$ 15 mil, acrescidos de mais uma verba indenizatória de R$ 15 mil. Além disso, os vereadores passam a receber o 13º salário a partir de 2018.

“Somente os Vereadores de Cuiabá geram um custo de R$ 7,2 milhões aos cofres públicos anualmente. E, com o 13.º salário aprovado, esse custo irá chegar a 7,8 milhões ao ano”, disse.

Sandro Augusto lembrou ainda que já existem cidades como Água Branca (PB), Mauá da Serra, Santo Antônio da Platina e São Mateus do Sul (PR), que reduziram o salário dos vereadores para um salário mínimo, em 2017. “O mesmo aconteceu em várias cidades do País. Sob o ponto de vista legal, político não é profissão”, reforçou.

Além da petição online, Sandro Augusto também está recolhendo as assinaturas presencialmente. Ele já esteve nos bairros CPA, Pedra 90, Tijucal, Parque Georgia, Jardim Gramado, Jardim Pauliceia, Flor da Mata e Altos do Moinho.

Veja também

Wener Santos foi convidado para assumir a Secretaria Adjunta de Cidades
SUSPENSO Justiça derruba atos da Câmara e devolve cargo à prefeita de Denise
BBC Da cadeia, Lula diz que venceria Bolsonaro e acusa Moro de ‘fazer política e não justiça’
HOJE Oposição do executivo vai disputar presidência da Câmara de Acorizal
PAUTA Senador de MT apresenta parecer favorável ao fim da aprovação automática de alunos
MOVIMENTO MBL começa a ganhar força em Tangará
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados