• Diamantino, 18/12/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
MULTA

Produtores da região de Tangará são multados em mais de R$ 120 mi por cultivar soja em terra indígena 473


Fotografia: Reprodução

Produtores rurais da região oeste de Mato Grosso foram autuados pelo Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), na sexta-feira, 08, por arrendar terras indígenas e utilizá-la para cultivo de soja transgênica.

Os agentes de fiscalização autuaram 16 arrendatários, duas fazendas e cinco associações indígenas pela ilegalidade.

Foram aplicadas 44 multas aos agricultores, que totalizam mais de R$ 129 milhões.

Cerca de 16 mil hectares estariam sendo explorados ilegalmente nas terras dos povos Paresi, Tirecantinga, Utiariti, Manoki e Uirapuru. A área foi embargada pelo Ibama.

Segundo os agentes, durante a fiscalização não foi constatada a participação direta dos índios nas lavouras. No entanto, as associações indígenas administravam os recursos provenientes dos arrendamentos.

As cinco associações foram autuadas por cultivo ilegal de produtos transgênicos e por colaborar com a utilização indevida de recursos naturais, contrariando as normas previstas na constituição. Elas foram multadas e devem pagar mais de R$ 5 milhões.

De acordo com o artigo 231 da Constituição Federal e o artigo 22 do Estatuto do Índio, é proibido o uso de terras de reserva para qualquer atividade que não seja exclusivamente para a subsistência dos povos indígenas.

As autuações foram feitas nos municípios de Tangará da Serra, Campo Novo do Parecis, Sazepal, Campos de Júlio, Nova Lacerda e Brasnorte.

Veja também

Sono ao volante Taxa de mortalidade em acidentes nas rodovias é de 20%
ECONOMIA Venda direta de etanol das usinas para postos pode causar desabastecimento no país e dificultar fiscalização
TEMPO Semana deve continuar com pancadas de chuva em Cuiabá; 33 cidades de MT com alerta de granizo e temporal
EDUCAÇÃO Campus da Unemat em Nova Mutum passará por adequações
FAEPEN Faepen abre inscrições para contratação de professores para Engenharia de Alimentos da Unemat
DADOS IMEA Após sequência de quedas, custo da lavoura de soja dispara e é o maior em 5 anos no MT
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados