FIM DA BOATARIA

Estado tranquiliza servidores e garante pagamento de salários na quinta-feira 197

Gustavo de Oliveira explicou que atraso dos aposentados ocorreu por déficit da Previdência


Fotografia: Ilustração

O secretário de Fazenda, Gustavo de Oliveira, descartou na manhã de hoje qualquer possibilidade de ocorrer atraso salarial neste mês. Ele afirmou que o pagamento dos servidores da ativa, referente ao mês de julho, estará disponível nesta quinta-feira, dia 10.

Os rumores de que poderia haver atraso no pagamento dos servidores surgiram porque o vencimento dos aposentados e pensionistas não ocorreram na data prevista. Na última semana, o Governo anunciou que o pagamento seria realizado nesta segunda-feira, mas por problemas no caixa foi transferido para amanhã (9).

Porém, o secretário procurou tranquilizar o funcionalismo, assegurando o pagamento na próxima quinta-feira. “No fluxo de caixa do Estado, os dias melhores de arrecadação estão situados entre os dias 05 e 10. Como dia 5 caiu no sábado, a forte arrecadação começou na segunda e a previsão é que  se conclua na quinta, quando a folha de pagamento dos servidores da ativa será enviada ao banco”, explicou o secretário em entrevista a Rádio Capital FM.

Sobre o pagamento dos servidores inativos, Gustavo de Oliveira explicou que o principal motivo para mudança na data é o déficit previdenciário “gigantesco” no Estado. “Os inativos recebem pelo MTPrev e nesse mês, na data de pagamento, o MTPrev só tinha R$ 10 milhões disponíveis. O Tesouro Estadual terá que completar os R$ 140 milhões para fazer o total de R$150 milhões dos inativos”, disse.

Segundo o secretário, para esse ano, a previdência do executivo tem um déficit de cerca de R$ 900 milhões, que é “coberta” com recursos do Tesouro Estadual.  Para o secretário, a saída é  a aprovação da reforma previdenciária que está em tramitação no Congresso Nacional. “Assim que aprovada pela Câmara e sancionada pelo Governo Federal, os Estados terão um prazo de pouco mais de seis meses para se adequar ao novo sistema”, finalizou o secretário.

Veja também

DESARMAMENTO Senador de mato-grossense propõe novo plebiscito sobre desarmamento
EMPRÉSTIMOS Servidores públicos obterão empréstimo com até 96 meses para pagar; juros a partir de 1,80% podem ser reduzidos
SEGURANÇA DO TRABALHO TELHADO DA CÂMARA DE VG DESABA E TRABALHADOR CAI EM CIMA DE SERVIDORA
TRIBUTOS Fecomércio quer Frente Parlamentar contra Pirataria e contrabando
APOIO A INVESTIGAÇÂO Seis vereadores de Cuiabá apoiam investigação contra Pinheiro
COTA DE MULHERES Justiça cassa chapa por ter candidaturas fictícias; decisão muda quociente eleitoral
Publicidade

Copyright © 2013 - 2017 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados