INFORMAÇÃO SOBRE O PLANTIO

É Hora de Plantar levou informações para diferentes realidades produtivas 117


Fotografia: Reprodução

O Estado de Mato Grosso é grande em extensão e extensa também é a sua diversidade de ambientes de produção. Em cada região, encontramos diferentes realidades nas lavouras e, consequentemente, os desafios também mudam. Com 10 cidades no roteiro, o É Hora de Plantar 2017 da Fundação de Apoio à Pesquisa Agropecuária, Fundação MT, levou informações de pesquisa e previsões para que os produtores, em suas distintas realidades, possam se preparar ainda melhor para a safra 2017/2018.

Com o tema ‘Superando desafios e aumentando a produtividade’, o evento iniciou no dia 14 de agosto, em Sinop, no Médio Norte do Estado. Nessa região, que ainda teve Sorriso e Nova Mutum no roteiro, assim como na região Oeste, com Campo Novo do Parecis e Tangará da Serra na programação, as áreas de plantio são mais antigas, mais produtivas e não há tanto revolvimento do solo, explica o pesquisador Claudinei Kappes, que apresentou o tema relacionado a manejo do solo. “Nessas cidades o público mostrou mais interesse em informações sobre calagem em superfície, uso de gesso, ou seja, mais na parte de solo corretivo”, relembra ele.

No Leste do Estado, região também chamada de Vale do Araguaia, com Confresa, Querência e Canarana na programação do evento, os participantes demonstraram mais carência de informações sobre assuntos que envolvem a adubação do solo. “Nessa região, as áreas são mais novas e algumas degradadas e sendo incluídas no processo produtivo. Além de adubação, tivemos mais demanda também por rochagem e correção do solo em profundidade”, relata o pesquisador.

Em controle de doenças e o desafio no manejo da resistência, tema apresentado pelo pesquisador Ivan Pedro de Araújo Junior e pelo pesquisador e consultor técnico da Fundação MT, Fabiano Siqueri, a percepção foi de que os produtores do Vale do Araguaia estão preocupados, em primeiro lugar, com a presença da mancha alvo e antracnose nas lavouras. “De modo geral, em todos os locais, em doenças o cenário é preocupante em relação às misturas e deixamos a mensagem para que trabalhem de maneira preventiva, utilizem fungicidas multissítio em todas as aplicações, tenham a tecnologia de aplicação adequada e no momento certo e fiquem de olho no clima com relação ao monitoramento”, destaca Ivan Pedro.

A recomendação não chega a ser uma novidade para o produtor e já tem sido levada pela Fundação MT em outros eventos. “Aproveitamos para fazer um reforço mais intenso para os participantes do Plantar porque nos resultados da safra, em lavoura comercial, ele (produtor) não viu problemas ainda da perda de eficácia dos produtos, mas a pesquisa já mostrou, e mostrou de maneira muito mais séria do que no ano passado. Do ponto de vista de eficácia de produto, o cenário hoje está muito mais crítico”, ressalta o pesquisador.

O produtor e profissional agrícola de Mato Grosso também participou do É Hora de Plantar interessado em saber qual a previsão climática para a safra 2017/2018 e, principalmente, sobre como se comportará o clima no período que se inicia o plantio da soja, a partir de 15 de setembro. Segundo Graziella Gonçalves, meteorologista da Somar Meteorologia, que esteve no evento junto com Celso Oliveira, também meteorologista, as chuvas, ao longo do mês de setembro serão irregulares, com poucos episódios, alternados com dias secos. “A regularização das chuvas só deve acontecer a partir da segunda quinzena de outubro e, em novembro, ainda não vai ser completamente constante. Já em dezembro a perspectiva é que as precipitações sejam mais constantes e volumosas”, repassou Graziella.

O É Hora de Plantar encerrou no dia 25 de agosto, em Rondonópolis, totalizando as 10 cidades e 1.500 participantes. Nesta edição, as empresas Arysta, Basf, Du Pont, Kleffmann Group, Oxiquímica, Syngenta, TMG, UPL e Vale Fertilizantes patrocinaram o É Hora de Plantar, que também recebeu apoio da Aprosoja-MT. Em cada local, a Fundação MT sorteou uma vaga para o XIV Seminário Nacional de Milho Safrinha entre os participantes. O evento está sendo organizado pela instituição e será realizado em Cuiabá, em novembro.

Veja também

PROGRAMAÇÃO CULTURAL Fim de semana em Cuiabá tem shows nacionais, filmes e baladas
IMPOSTO DE RENDA Receita libera nesta sexta consulta ao 4º lote do Imposto de Renda de 2017
CONCURSO TRF que abrange MT divulga edital de concurso para 20 vagas
RECORDE Após quebra de safra, colheita de milho fecha com recorde de 30 mi de toneladas
GRANA NA CONTA Estado paga salários dos aposentados nesta quarta-feira
RESPOSTA RAPIDA Grupo de Resposta Rápida é implantado na Regional de Nova Mutum
Publicidade

Copyright © 2013 - 2017 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados