• Diamantino, 18/11/2017
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
INOCENTE

Laudo do IML aponta que bebê morreu por engasgar e mãe 233


Fotografia: Ilustração

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) aponta que a causa da morte da bebê Ana Júlia Silva Napoliceno foi asfixia mecânica e bronco aspiração, ou seja a vítima se engasgou após ser amamentada.

O caso ocorreu na noite deste domingo (3), por volta das 22h30, no bairro João Bosco Pinheiro, em Cuiabá. A própria mãe da vítima, O.M.S., 44 anos, foi quem acionou a Polícia Militar, após verificar que o nariz da filha estava sangrando.

A princípio, a mãe foi considerada suspeita, pois um médico do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) após o corpo de vítima havia sinais de estrangulamento.

O caso

De acordo com o boletim de ocorrência (2017.294731), os policiais militares do 3°BPM, Companhia Três Barras, informaram que o bebê apresentava sinais de violência no pescoço e braço direito. A mãe relatou que a criança começou a sangrar pelo nariz e não conseguia respirar.

Após averiguação do local, os policiais encontram vestígios de sangue no lençol da cama. O médico do Samu que atendeu a criança constatou sinais de espancamento. Os policiais detiveram a mulher e a conduziram até a Central de Flagrantes, onde o fato foi registrado como homicídio doloso. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Veja também

TRÁFICO DE ARMAS Menor é detido com 2 pistolas num ônibus em Cuiabá
PERIGO Vizinho ataca mulher com foice após briga por dívida em assentamento de MT
INSEGURANÇA PÚBLICA Polícia recaptura 13 dos 34 presos que fugiram da Cadeia de Poconé (MT)
PRESO EM FLAGRANTE Médico é acusado de agredir ex e ameaçar divulgar vídeo íntimo
ROUBO Adolescente suspeito de diversos roubos é apreendido em Lucas do Rio Verde
SEDE DO BATALHÃO Deputados asseguram emendas para construção de novo quartel para a PM em Lucas do Rio Verde
Publicidade

Copyright © 2013 - 2017 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados