• Diamantino, 18/01/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
INIMIGO ÍNTIMO

Polícia prende garçom que estuprou e manteve menor em cárcere 254

Homem de 36 anos teria começado a assediar vítima quando ela tinha apenas 12 anos


Fotografia: Ilustração

 

 

Um suspeito de praticar estupro de vulnerável e cárcere privado, no Município de Juína (735 km a Noroeste de Cuiabá), foi preso pela Polícia Civil, na tarde de segunda-feira (08), por força de um mandado de prisão preventiva decretado poucos dias antes.

 

E.R.S., 36 anos, trabalhava em um frigorífico e também como garçom na cidade de Juína. Ele teve a ordem de prisão expedida pelos crimes de violência doméstica, após informações sobre os abusos sexuais cometidos contra sua companheira de 14 anos.

 

Conforme denúncia, os abusos começaram quando a vítima tinha 12 anos e E.R.S. tentava namorar com ela. Na época, aconteceu de certo dia a menina ir até a casa do suspeito, onde bebeu água com “gosto diferente” e acabou sendo estuprada.

 

Ainda com o passar no tempo, ele insistia em namorar com a menor, que há cerca de seis meses e já com 14 anos de idade, resolveu morar junto com ele.

 

Porém no decorrer da relação, a menor ficou trancada na casa aproximadamente uma semana, sem água e comida, além de ser vítima de agressões, ameaças e injúrias.

 

Com base nos fatos e indícios, a Polícia Civil representou na última sexta-feira (05.01), pelo mandado de prisão preventiva do suspeito, imediatamente deferido pela Justiça.

 

Na segunda-feira (08), ele, acompanhado de sua advogada, compareceu na delegacia para prestar esclarecimentos referente as acusações.

 

Durante interrogatório conduzido pelo delegado de polícia Marco Bortolotto Remuzzi, ele permaneceu a todo tempo no direito de ficar calado. Sendo no final do depoimento, dado cumprimento ao mandado de prisão preventiva.

 

E.R.S. foi preso e responderá por violência doméstica, pelos crimes de estupro de vulnerável, ameaça e cárcere privado. Em seguida ele foi apresentado para audiência de custódia, e posteriormente encaminhado para Centro de Detenção Provisória (CDP) de Juína.

 

Veja também

RUMO À LIBERDADE Desembargador do TJ revoga 18 prisões preventivas de Arcanjo
PELADO NA CADEIA Ao fracassar ao tentar estuprar enteada, homem sai correndo pelado na rua e acaba preso
NÃO ACEITOU O FIM Mulher é assassinada com facadas nas costas; ex é suspeito
ASSASSINATO Travesti foi assassinada com dois tiros na cabeça em Tangará da Serra
INCÊNDIO Carro de PM pega fogo e viatura da Força Tática é incendiada por criminosos; fotos e vídeos
BALEADO Agente prisional é baleado e tem arma roubada por criminoso em bar
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados