• Diamantino, 12/12/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
47,2%

Quase metades dos casos de chikungunya do país se concentram em Mato Grosso 299


Fotografia: Reprodução

Boletim epidemiológico divulgado pelo Ministério da Saúde aponta que 47,2% dos casos de febre chikungunya do país estão concentrados em Mato Grosso. Ao todo, são 7.406 casos, sendo que 3.502 se encontram no Estado. Os dados foram coletados até a semana 7 de 2018, que corresponde até o dia 19 de fevereiro.

Entre os municípios com as maiores incidências de chikungunya registradas estão Nossa Senhora do Livramento, com 424,5 casos/100 mil hab.; Várzea Grande, com 1.143,7 casos/100 mil hab. e Cuiabá, com 31,5 casos/100 mil hab. Atrás dos três municípios mato-grossenses está Belém/PA, com 8,5 casos/100 mil hab.

Os municípios foram comparados utilizando-se estratos populacionais distribuídos da seguinte forma: menos de 100 mil habitantes; de 100 a 499 mil; de 500 a 999 mil; e acima de 1 milhão de habitantes.

O Centro-Oeste apresentou o maior número de casos prováveis de febre de chikungunya (3.604 casos; 48,7 %) em relação ao total do país. Em seguida aparecem as regiões Sudeste (1.892 casos; 25,5 %), Nordeste (1.095 casos; 14,8 %). Além disso, a maior taxa de incidência foi constada no Centro-Oeste. São 22,7% casos, para cada 100 mil habitantes.

O boletim também traz dados sobre os casos de dengue e zica vírus. Em MT, foram 1,436 casos de dengue, sendo dois considerados graves. Já os casos de febre por zica vírus, foram 92 casos.

Conforme noticiou o Olhar Direto, o primeiro Levantamento de Índice Rápido de Infestação (LIRAa), de 2018, apontou que 85% dos criadouros do mosquito transmissor, estão em residências.

O levantamento apontou, que entre os bairros mais preocupantes estão Três Barras, Residencial Paraná, Nova Canaã 1ª, 2ª, e 3ª etapa, Colina Verde, Jardim Umuruama, Altos da Glória e 1º de Março.  Todos com  19,4% de risco.

Em segundo lugar, com 18%, estão o Jardim Ubatã, São Benedito, Coophamil, Jardim Beira Rio, Novo Terceiro, Santa Izabel, Jardim Araçá, Barra do Pari, Santa Amália e Canachue.

Diferente dos demais, que estão compostos por no mínimo oito bairros, o terceiro lugar com 17,4% é formado por apenas cinco comunidades, sendo Vista da Chapada, Voluntários da Pátria, Residencial Sonho Meu e Pedra 90 - 1ª e 2ª etapas.

Veja também

TEMPO Semana deve continuar com pancadas de chuva em Cuiabá; 33 cidades de MT com alerta de granizo e temporal
EDUCAÇÃO Campus da Unemat em Nova Mutum passará por adequações
FAEPEN Faepen abre inscrições para contratação de professores para Engenharia de Alimentos da Unemat
DADOS IMEA Após sequência de quedas, custo da lavoura de soja dispara e é o maior em 5 anos no MT
Suspeito Candidatos denunciam falhas em concurso da Prefeitura de Diamantino (MT) e até uso de celulares durante as provas
Eats For You Aplicativo que conecta cozinheiros com amantes de comida caseira chega em Cuiabá
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados