• Diamantino, 21/05/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
CONFIRMADO

Presidente do PTB, Chico Galindo confirma apoio a Wellington Fagundes para Governo 579


Fotografia: Alan Cosme/Hipernotícias

O presidente estadual do PTB, ex-prefeito de Cuiabá Chico Galindo confirmou durante o ato de filiação da sigla na manhã deste sábado (24) que o partido está apoiando a pré-candidatura do senador Wellington Fagundes (PR) para a disputa do governo do estado nas eleições de outubro.

“Sobre o Wellington nós estamos trabalhando na construção da candidatura dele para o Governo do Estado e não tenho dúvidas de que será vitoriosa”, disse o Galindo a jornalistas ao chegar no evento.

O ex-prefeito ainda não descartou uma indicação de vice para a chapa de Fagundes, mas pontuou que ainda é cedo e que muita coisa pode acontecer até o dia sete de abril, prazo limite para filiação e trocas de legenda.

Questionado sobre voltar a disputar uma eleição, Galindo disse não ser o seu desejo e que atualmente, como presidente estadual do PTB pretende trabalhar apenas pelo partido para que fique mais forte.

“Eu estou apto, mas não estou disposto. O que quero é fortalecer o partido. Isso é o início da construção do PTB e temos até o dia sete de abril para concluir. Vamos fazer o PTB mais forte aqui em Mato Grosso”, finalizou.

A decisão de apoio a Wellington Fagundes já vinha sido discutida na sigla desde o ano passado por conta do imbróglio da aposentadoria do conselheiro afastado, Antonio Joaquim, que iria lançar sua pré-candidatura ao governo.

O conselheiro foi afastado do cargo em setembro do ano passado por determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), mesmo mês em que foi alvo da operação Malebolge, desdobramento da delação premiada do ex-governador Silval Barbosa.

Segundo denúncias de Barbosa, o Antonio Joaquim e outros quatro conselheiros receberam dinheiro de propina para não criarem problemas ao ex-governador em relação as obras da Copa do Mundo de 2014.

Veja também

RISCO TCE vê risco de colapso financeiro em MT e veta pagamento de RGA para servidores
SINTO DECEPÇÃO Fávaro diz que evitou romper com Taques antes para não desestabilizar MT
POLÍTICA “DEM marchará com Pedro Taques”, crava Wilson, apesar de críticas de Mendes e Júlio
SAIBA QUEM 31 ex-aliados decidem assinar manifesto contra reeleição de Taques
DELAÇÃO NA CARAMURU Empresário deverá devolver R$ 1 milhão para se livrar de ação
APÓS DECISÃO DO STF Juiz Sérgio Moro determina a prisão do ex-presidente Lula
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados