• Diamantino, 21/11/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
CRIME ORGANIZADO

Operação Catarata expõe cegueira de vice-presidente do TCE/MT 271


Fotografia: Reprodução

Agentes do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Mato Grosso e São Paulo, com reforço de policias civis e militares, deflagraram, na manhã desta segunda-feira, a chamada operação Catarata.

Durante a ação policial, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na Secretaria de Estado de Saúde, na empresa 20/20, localizada em Ribeirão Preto (SP) e no Samu de Cuiabá.

De acordo com o coordenador do Núcleo de Defesa do Patrimônio Público, promotor de Justiça Mauro Zaque, o objetivo da operação é apurar “fatos graves na execução do contrato da Caravana da Transformação no tocante aos serviços de oftalmologia”.

A empresa 20/20 Serviços Médicos, de Ribeirão Preto (SP), de propriedade de Fábio Vieira da Silva, contratada para realizar os serviços oftalmológicos, já teria recebido quase R$ 50 milhões pelos serviços supostamente executados.

A mesma empresa contratada pelo governo Taques é investigada no Tocantins por supostas irregularidades na prestação de serviços similares aos ofertados pela Caravana da Transformação.

É obvio que um programa dessa magnitude, seja pela quantidade de gente atendida ou pelo volume de dinheiro aplicado, já deveria ter sido submetido a uma auditoria especial por parte do TCE.

Infelizmente, os conselheiros interinos, acometidos de pterígio, fecharam os olhos e fizeram ouvidos de mercador. A operação Catarata, que apura eventuais irregularidades na execução do contrato da Caravana da Transformação no tocante aos serviços de oftalmologia, a depender do vice-presidente do TCE, Luiz Henrique, sequer seria deflagrada.

Em maio de 2018, Luiz Henrique publicou um longo artigo no jornal A Gazeta, por meio do qual, isentou Taques de fazer uso político da Caravana da Transformação e rasgou elogios aos organizadores do evento. “No que tange aos custos, por cada procedimento, exame ou cirurgia, o governo estadual paga o valor da tabela SUS”, atestou o conselheiro.

Leia também: Luiz Henrique bajula Taques e sonha com vaga de Bosaipo no TCE. Ou: o fiscal tornou-se aliado do fiscalizado!

Depois de tecer fortes elogios, Henrique considerou como imprescindível a Caravana da Transformação e a sugeriu a políticos e formadores de opinião, que antes de fazer um juízo de valor, visitem alguma das edições do programa.

Escreveu o conselheiro:

“Não tenho qualquer intenção ou pretensão de convencer ninguém, mas modestamente sugiro, principalmente aos que detêm ou aspiram a funções na vida pública ou que são influenciadores da opinião pública que, antes de formularem o seu veredicto, procurem se informar e façam também uma visita a alguma das edições do programa. Quanto a mim, como cidadão, saí da Arena Pantanal convencido da importância e da qualidade dos serviços de saúde ali oferecidos e bem impressionado com a dedicação demonstrada por servidores e voluntários. A Caravana é necessária, é útil, é bem executada e deve continuar”.

Acesse o link (AQUI) e leia o artigo de Henrique, em A Gazeta.

Luiz Henrique precisa responder, com urgência e sem cabriola retórica, se o programa Caravana da Transformação já foi submetido a uma auditoria especial?

Como, sem conhecer os números, conseguiu construir e postar, em jornal de grande circulação, tese de defesa antecipada do programa?

Na hipótese do Gaeco encontrar irregularidades nos contratos com a empresa contratada e na execução dos serviços prometidos, Henrique vai se declarar suspeito para apreciar contas do governo do estado?

É eticamente aceitável um membro da Corte de Contas rasgar elogios ao governante de plantão e aprovar, pela imprensa, programas de governo?

Como diria o ditado recém saído do prelo, “quem planta pimenta, pode colher catarata”. O conselheiro interino, Luiz Henrique, precisa fazer cirurgia de pterígio e fornecer boas explicações a sociedade. Então, diga lá, Henrique!

Veja também

EM NOVA MUTUM PM recupera moto furtada em menos de 24 horas
EM JANGADA Ação rápida da PM prende assaltante de carreta roubada na BR-163/364
PERSEGUIÇÃO Em Diamantino, assaltante morre após troca de tiros com a Polícia Militar
ABANDONO Recém-nascido é abandonado em caixa de sapatos; corpo estava coberto de formigas
QUADRILHA Policia prendeu mais um suspeito do roubo em Nova Marilândia
PRESOS Polícia Militar prende quatro homens transportando carne de Anta
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados