• Diamantino, 16/01/2019
BR-163

Aumentou o número de motoristas que abandonam local de acidente 160

Um caso é registrado a cada 28 horas no trecho sob concessão da Rota do Oeste


Fotografia: Reprodução



A cada 28 horas um caso de abandono de local de acidente é registrado na BR-163, em Mato Grosso, onde a Concessionária Rota do Oeste registra um aumento no percentual de ocorrências desta natureza nos últimos três anos.  A prática é considerada infração e crime de trânsito, de acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB).


 


De 1º de janeiro a 30 de novembro de 2018, foram identificados 286 acidentes em que pelo menos um dos envolvidos não foi encontrado pelas equipes da Rota do Oeste que fizeram o atendimento. O número representa 9% do total de ocorrências registradas nos 850,9 quilômetros sob concessão. O levantamento mostra ainda que em 93 casos tiveram vítimas e em seis foram registrados óbitos.


 


Em todo o ano de 2017, o abandono do local de acidente representou 7,8% dos casos, o equivalente a 252 ocorrências, com vítimas em 97 delas e mortos em 6 situações.  Em 2016, foram 203 registros (6,7% dos casos), com feridos em 93 situações e cinco óbitos.


 


O diretor de Operações da Rota do Oeste, Fernando Milléo, destaca que o levantamento da Concessionária demonstra que os casos são mais frequentes nas travessias urbanas da rodovia, sendo que a região de Sinop foi a que concentrou a maioria dos casos, com 23% dos registros. Em segundo lugar no ranking está a travessia urbana de Rondonópolis (11%), seguida do segmento de Sorriso (9%).


 


Milléo orienta aos usuários a acionarem a Concessionária, por meio do 0800 065 0163, sempre que ocorrer qualquer tipo de ocorrência no trecho sob concessão da BR-163. A medida pode salvar a vida de quem eventualmente se ferir. “As nossas equipes são preparadas para prestar o atendimento médico e dar o suporte necessário aos envolvidos em acidentes. Mesmo que o motorista se sinta ameaçado por terceiros, recomendamos que acione o socorro e siga para uma base da Polícia”.


 


De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), ao deixar de atender o que prevê o artigo 176 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), o motorista comete infração gravíssima, com pena de multa e suspensão do direito de dirigir. A legislação estabelece ainda medida administrativa (recolhimento do documento de habilitação).


 


O chefe da 6ª Delegacia da SRPRF-MT, Leonardo Ramos, destaca que há ainda os artigos 304 e 305 do CTB, que analisam como crime a situação de não prestar socorro às vítimas ou deixar o local do sinistro, mesmo que não existam feridos. “Sabemos que algumas pessoas deixam o local por diversos tipos de medos, como uma eventual agressão de terceiros. Caso haja a necessidade de deixar o local para preservar a sua segurança, o motorista deverá providenciar o socorro, mesmo que de forma remota. Quando falamos em prestar socorro, não é mexer na vítima, mas sim chamar os serviços especializados, como o Samu, Corpo de Bombeiros e o resgate da Concessionária, caso esteja na BR-163”, orienta.


 


Justamente para garantir essa assistência médica às vítimas de acidentes de trânsito, o artigo 301 do CTB veda a prisão em flagrante e exigência de fiança ao motorista envolvido em acidente que resulte em vítima, desde que preste “pronto e integral” socorro. “Não quer dizer que o responsável pelo acidente ficará impune. Ele vai responder pelo ato praticado, mas no primeiro momento não caberá prisão”, explica o PRF Ramos.




 




Veja também

DESAPARECIDA Família procura adolescente de 15 anos que saiu para comprar 'baguncinha' e não foi mais vista
FORAGIDO Acusado de participar de chacina em Colniza é preso em São Paulo
GEFRON Grupo Tático de Diamantino auxilia na prisão de homem com 62 quilos de cocaína
EM NOBRES Jovem foi encontrado morto em terreno baldio
EM DIAMANTINO Homem sai da cadeia, ameaça a ex, atira em PMs e é preso novamente
Virando Moda Homem é preso “fazendo o limpa” em residência de Lucas do Rio Verde
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados