• Diamantino, 19/12/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange

Prefeito diz que opinião de Bezerra foi fundamental para que MDB migrasse apoio para o DEM 518


Fotografia: Olhar Direto

Sem poder subir no palanque do pré-candidato ao Governo do Estado Wellington Fagundes (PR) por conta de determinação partidária, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) declarou que a opinião, a liderança e a história política do presidente de seu partido, deputado federal Carlos Bezerra, foi determinante para que a sigla migrasse o apoio para o DEM.

“O Bezerra é uma liderança muito forte, é um político respeitadíssimo. Ele é o único político em atividade que teve mandatos nos dois Mato Grossos, quando o Estado era um só. Uma opinião dele sensibiliza mais o coração dos filiados. Acho que houve um desejo maior dele”, explicou o chefe do Executivo municipal.

Apesar de ser contra o rumo que o partido tomou, mesmo depois de já estar em conversas adiantadas com o grupo do senador Wellington Fagundes, Pinheiro entende que faltou uma maior discussão entre os filiados, porém garantiu que não ficou nenhum descontentamento.

“Acho que não há um descontentamento. Pode ter faltado uma maior discussão. Mas tenho que respeitar a decisão do partido, pois é a minha legenda e o partido que eu fui eleito. Tínhamos o projeto desde o início de apoiar a candidatura ou do Antônio Joaquim ou do Wellington Fagundes. Com a saída do Antonio Joaquim, continuamos com Fagundes. De uma hora para outra se desfez o laço. Então eu respeito, mas só estou sendo coerente com o que construímos”, analisou.

O MDB esteve desde o início apoiando a construção da pré-candidatura de Wellington Fagundes. O partido surpreendeu a todos ao anunciar apoio ao ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes.

Até o momento, o senador não se posicionou sobre o caso. Nos bastidores, Fagundes segue trabalhando para trazer mais apoio ao grupo. O deputado federal Adilton Sachetti (PRB) deve ser candidato ao Senado pelo grupo de Wellington. Nesta semana ainda será discutida a adesão do PT à aliança. Além de PE e PRB, composição até então conta com o apoio do PP, PTB e PCdoB.

Veja também

Nova Mutum Rosariense Altair Albuquerque é eleito presidente da câmara de Nova Mutum
Wener Santos foi convidado para assumir a Secretaria Adjunta de Cidades
SUSPENSO Justiça derruba atos da Câmara e devolve cargo à prefeita de Denise
BBC Da cadeia, Lula diz que venceria Bolsonaro e acusa Moro de ‘fazer política e não justiça’
HOJE Oposição do executivo vai disputar presidência da Câmara de Acorizal
PAUTA Senador de MT apresenta parecer favorável ao fim da aprovação automática de alunos
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados