• Diamantino, 18/06/2018
  • Dólar: R$
  • Euro: R$
  • Fonte Yahoo Exchange
FALTA COMBUSTÍVEL

Veículos oficiais da AL estão parados e sessões ordinárias podem ser suspensas 271


Fotografia: Reprodução

A Assembleia também sente os reflexos da greve dos caminhoneiros, que entra no oitavo dia. De acordo com o presidente do Legislativo Eduardo Botelho os veículos oficiais estão sem combustível, já que não foram abastecidos como normalmente.

“Os postos que fazem o reabastecimento estão sem combustível há uma semana”, disse o democrata, após reunião do Comitê Gestor de Crise, na manhã desta segunda (28), no Palácio Paiaguás.

Botelho acredita que se as negociações entre o governo federal e os caminhoneiros não evoluírem, é provável que o Legislativo estabeleça ponto facultativo nos próximos dias, como ocorreu hoje. “Não precisa ter bola de cristal para ver que as coisas não estão andando. Os caminhoneiros continuam parados, transporte coletivo não voltou”.

Em relação às sessões ordinárias, que ocorrem terças, quartas e quintas, Botelho acredita que é pouco provável que aconteçam, caso haja manutenção do ponto facultativo para amanhã (29). Além dos dias prejudicados por conta da greve, quinta (31) é feriado de Corpus Christi. Com isso, as contas do governador Pedro Taques e o projeto de criação do Fundo Estadual de Equilíbrio Fiscal (FEEF). "Vamos analisar hoje se teremos ter que paralisar amanhã. Acho que dificilmente quarta [30] vamos conseguir ter quórum”.

O comitê volta a se renir à tarde, por volta das 17h, para analisar o cenário. Caso não haja evolução, os órgãos públicos devem manter o ponto facultativo para esta terça.

Segundo Botelho, as empresas de ônibus, que operam com 50% da frota, tem combustível apenas até 12h de amanhã, o que deve pesar na decisão de suspender os trabalhos nos órgãos públicos. “Vamos ver se conseguimos que levar combustível às empresas”, pontua.

Em paralelo a situação das instituições, o governador Pedro Taques explica que o governo monitora as situações dos municípios. “Estamos entrando em contato com os 141 prefeitos, para saber qual a situação dos municípios. Foi criado um gabinete de operações dentro da secretaria de Segurança Pública. Para que possa fazer a escolta dos caminhões e abastecer todo o Estado”.

Veja também

PRÉ-CANDIDATO Pivetta mantém pré-candidatura após decisão de Mauro Mendes
Prefeito confirma realização de concurso com inicio em agosto deste ano.
GREVE Greve dos caminhoneiros pode afetar sinal de internet e de celular
NEGADO ONU rejeita pedido de medidas cautelares de Lula para ser solto
REVIRA Giripoca articula e pode ser o futuro Presidente
RISCO TCE vê risco de colapso financeiro em MT e veta pagamento de RGA para servidores
Publicidade

Copyright © 2013 - 2018 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados