• Diamantino, 05/07/2020
EFEITO CORONAVÍRUS

Botelho: Se a crise se alongar, eleição terá que ser adiada

A ideia de uma mudança de datas vem sendo levantada por diversas lideranças partidária


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM), afirmou que se a pandemia do novo coronavírus, a Covid-19, ultrapassar o mês de julho deste ano deverá ser discutido novas datas para as eleições municipais de 2020.


 


O pleito – que elegem prefeitos e vereadores – está programado para ocorrer em 4 outubro deste ano. No entanto, os registros das candidaturas devem ser feitas já em agosto.


 


“Ainda não é o momento para essa discussão, mas ela precisará ser feita. Se continuar esse cenário [pandemia] até julho - porque agosto começam os debates -, vai ter que ser interrompido o processo eleitoral”, disse o deputado em conversa com a imprensa, nesta semana.





 


Botelho ainda defendeu que, caso haja necessidade de uma nova data, a modificação seja feita pelo Congresso Nacional.



 


“Agora, isso não é uma discussão para a Justiça Eleitoral, é uma discussão para Congresso. Foi ele quem definiu data e prazo, então, é o Congresso que tem que legislar e definir isso”, afirmou.


 


Mudança de datas


 


A ideia de uma mudança de datas vem sendo levantada por diversas lideranças políticas.


 


Uma delas, uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), deve ser colocada em discussão no Senado pelo congressista Major Olímpio (PSL-SP). Ele defende o adiamento do pleito municipal e de eleições gerais em 2022.


 


Há ainda um processo no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que pede o adiamento das eleições devido ao coronavírus. A ministra Rosa Weber, presidente do órgão, afirmou ser precoce a discussão sobre adiamento das eleições deste ano.

Veja também

JUSTIÇA ELEITORAL Fávero tenta desfiliação do PSL e partido lembra: foi eleito com voto de legenda
PANDEMIA NO LEGISLATIVO Botelho confirma 8 casos de Covid, mas descarta “fechar” a AL
ASSEMBLEIA Janaina conta com apoio de 10, mas crê em reeleição de Botelho à presidência
SENADOR ACom as candidaturas de Pivetta, Fávaro e Júlio, Mauro ficará neutro, afirma Botelho
LONGEVIDADE NO PODER Carvalho elogia Botelho, mas garante que Paiaguás não interfere por reeleição na AL
REGULARIZAR TRE muda prazos para regularizar quase 600 mil títulos e evitar ausências em eleição suplementar
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados