• Diamantino, 08/08/2020
NOVO MUNICIPIO

Com vocação para o agronegócio, Santiago do Norte busca mais infraestrutura e logística

Eles JÁ plantam 10% da mandioca de Mato Grosso e estão construindo uma fecularia


Distante 520 km de Cuiabá, entre os municípios de Paranatinga e Sorriso, o distrito com pouco mais de 4 mil habitantes promete ser o novo corredor de produção do Estado. Idealizado por empresários da região, o projeto de emancipação passa pela melhoria em infraestrutura e logística capazes de elevar o distrito à condição de município. Para isso, lideranças políticas se uniram e entre outras pautas discutiram, na última segunda-feira (19.08), a questão da do asfaltamento da MT 130 (através de PPP), a construção da BR 242, no trecho que vai até Querência e o traçado da Ferrovia FICO.




De acordo com o líder da bancada, deputado federal Neri Geller (PP/MT), a reunião foi técnica e contou com a participação de empresários, pequenos produtores rurais, assentados. “São pessoas que conhecem as necessidades da região. Trouxemos o superintendente do Ibama MT, Cel. Gibson, para acompanhar as questões pendentes aqui. Assim como o estadual Nininho, que também encampou conosco essa luta pelo povo de Santiago do Norte”, disse Geller.




O produtor rural Caçula está liderando as ações e quer privilegiar a agricultura familiar. Eles plantam aqui 10% da mandioca de Mato Grosso e estão construindo uma fecularia, mas queremos fortalecer as cadeias, como limão, leite, frutas e hortaliças. Nosso município já está na rota do agro, somos produtores de soja, e vamos buscar condições de escoar essa produção inseridos no corredor norte do estado”, expôs.




Segundo Gibson, superintendente do Ibama/MT, em setembro (19 a 23) os técnicos do órgão farão a vistoria nas obras de implantação e pavimentação da BR-242/MT, ao longo dos lotes 1 a 11 entre Nova Ubiratã e Querência.




Entre outras pautas, como a própria questão de rede de energia elétrica para atender a região, o foco maior está na BR-242, considerada uma importante rota de escoamento da produção agrícola de Mato Grosso já que o trecho - de 455 quilômetros - liga as rodovias BR-163 e BR-158. “É uma rodovia federal em fase de implantação, tem seu ponto inicial na localidade de São Roque do Paraguaçu, no município de Maragogipe/BA e o final na cidade de Sorriso/MT. Sua malha total tem uma extensão de 2.354 quilômetros e vamos buscar a viabilidade dessa obra dentro do trecho que passa em nosso Estado”, concluiu o líder da bancada, Neri Geller.

Veja também

NOVA DERROTA Adair perde novamente na justiça e segue inelegível
ALTO PARAGUAI Prefeita de Alto Paraguai tem gestão aprovada por 52% da população
ALTO PARAGUAI Assessor de Piveta assume que esta inelegível e tenta manobra
ALTO PARAGUAI Criança de dois anos more afogada em piscina
KIT 33 prefeituras de Mato Grosso distribuem
ATENDIMENTO TJ começa reabertura em etapas a partir de 27 de julho em cidades de baixo risco
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados