• Diamantino, 22/01/2019
NAS RODOVIAS

Concessionária alerta sobre casos de exploração sexual de jovens na BR-163 275


Fotografia: Reprodução

Ao longo dos 850,9 km sob concessão da BR-163, em Mato Grosso, casos de abuso e exploração sexual de jovens são registrados todos os anos. O enfrentamento deste cenário é o objetivo do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescente, celebrado hoje (18). Responsável pelo trecho concessionado da BR-163, a Rota do Oeste orienta usuários e funcionários ao que fazer diante das situações de abuso e exploração de menores na rodovia.


Dos mais de 2,4 mil pontos vulneráveis à exploração sexual de jovens em rodovias federais, 106 estão em Mato Grosso. Os dados são do projeto Mapear da Polícia Rodovia Federal (PRF) e foram divulgados no início na semana. O gerente de Operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, explica que a Concessionária não possui atribuição para prender ou conduzir qualquer pessoa em atitude suspeita na rodovia. Segundo ele, no caso de abuso ou exploração sexual de menores, a recomendação é acionar as autoridades policiais.


“A orientação é para que procure a Polícia Rodoviária Federal (PRF), porém, o usuário pode entrar em contato com a Concessionária pelo 0800 065 0163 para registar sua denúncia. O caso será reportado à PRF, que dará o encaminhamento adequado”, disse.


Além do 0800, outra via de denúncia pode ser uma das 18 bases do Sistema de Atendimento ao Usuário (SAU), distribuídas ao longo da rodovia. “Já tivemos casos envolvendo menores de idade que procuraram a base como abrigo, por exemplo, e o procedimento é encaminhar à Polícia ou Conselho Tutelar. O importante é oferecer segurança e apoio ao usuário na rodovia”, destaca Ferreira.


De acordo com o levantamento divulgado pela PRF, os principais pontos vulneráveis à exploração sexual são postos de combustível, bares e casas de show às margens das rodovias. Em Mato Grosso, estes locais tiveram um crescimento de 29%. Já a quantidade de pontos críticos chegou a 23, conforme o relatório.


Alerta – O Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes foi instituído para marcar a data em que a garota Araceli Cabrera Crespo, de 8 anos, foi sequestrada, violentada e brutalmente assassinada, em Vitória (ES). O corpo da menina foi localizado carbonizado seis dias depois de ter desaparecido. Os responsáveis pelos crimes nunca foram punidos e o processo arquivado pela Justiça. O caso aconteceu em 1973.

Veja também

EM NOVA MUTUM Força Tática prende homem e apreende menor por tráfico de drogas
DESAPARECIDA Família procura adolescente de 15 anos que saiu para comprar 'baguncinha' e não foi mais vista
FORAGIDO Acusado de participar de chacina em Colniza é preso em São Paulo
GEFRON Grupo Tático de Diamantino auxilia na prisão de homem com 62 quilos de cocaína
EM NOBRES Jovem foi encontrado morto em terreno baldio
EM DIAMANTINO Homem sai da cadeia, ameaça a ex, atira em PMs e é preso novamente
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados