• Diamantino, 17/02/2020
DIAMANTINO

TSE decide que candidaturas laranjas levam à cassação de toda a chapa

Caso identico envolve o presidente da câmara de Diamantino.


Matéria publicada na grande imprensa brasileira poderá acelerar a cassação do diploma do presidente do legislativo de Diamantino e outros dois suplentes e com a decisão do TSE pode colocar toda a chapa inelegivel mudando as configurações para as eleições de 2020. Leia abaixo a integra da matéria publicada no site Uol pelo competente jornalita Felipe Amorim.:


O TSE (Tribunal Superior Eleitoral) decidiu na noite de hoje que a presença de candidaturas laranjas para fraudar a cota mínima de candidatas mulheres deve levar à cassação de toda a chapa eleitoral, com a perda do mandato dos eleitos.


A decisão foi tomada por quatro votos a três, em processo que julgou o caso de candidatas laranjas em coligação para o cargo de vereador na cidade de Valença do Piauí (PI).


Esse foi o primeiro processo de fraude na cota de gênero julgado pelo TSE.


A decisão pode significar um precedente a ser aplicado pelo TSE em casos de candidaturas laranjas em todo o país, como nas investigações que atingem a campanha de chapas do PSL em Minas Gerais e Pernambuco.


A Lei das Eleições determina que pelo menos 30% das candidaturas devem ser de mulheres.


A chapa de vereadores no Piauí foi acusada de utilizar candidaturas fictícias de mulheres que não chegaram sequer a fazer campanha eleitoral, com o objetivo de fraudar o cumprimento da cota.


Para o relator do caso, ministro Jorge Mussi, a fraude da cota de gênero implica a cassação de todos os candidatos registrados.

Veja também

LONGEVIDADE NO PODER Carvalho elogia Botelho, mas garante que Paiaguás não interfere por reeleição na AL
REGULARIZAR TRE muda prazos para regularizar quase 600 mil títulos e evitar ausências em eleição suplementar
VIAGEM PARA A ESPANHA MPE apura se conselheiro recebeu diárias internacionais a mais
ELEIÇÕES 2020 Zé Gazzeta oficializa apoio a Cleber Soares
LUTO Morre Benedito Caetano Botelho, pai do presidente da ALMT deputado Eduardo Botelho
GESTÃO ADAIR MPF abre inquérito contra construtora por obra inacabada de escola
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados