• Diamantino, 16/05/2021
GESTÃO DIANE

Contas anuais de Alto Paraguai e Jauru recebem parecer favorável do TCE à aprovação

As contas foram aprovadas, por unanimidade, na sessão ordinária remota de terça-feira (20)


Fotografia: Tony Ribeiro/TCE-MT

Os municípios de Alto Paraguai e Jauru receberam parecer prévio favorável à aprovação das contas anuais de governo, do Pleno de Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT). Sob relatoria dos conselheiros José Carlos Novelli e Antônio Joaquim, respectivamente, os processos dizem respeito ao exercício de 2019.


As contas foram aprovadas, por unanimidade, na sessão ordinária remota de terça-feira (20), ocasião na qual José Carlos Novelli observou que a gestão de Alto Paraguai apresentou resultado superavitário na execução orçamentária e no saldo financeiro, o que lhe garantiu equilíbrio financeiro.


Sobre a existência de inconsistências, apontadas em relatório técnico, destacou que foi ultrapassado o limite prudencial nos pagamentos destinados aos servidores do Executivo. Diante disso, recomendou ao atual prefeito que adote as medidas necessárias para reconduzir os gastos com pessoal aos patamares permitidos pela lei.


“No que se refere às irregularidades remanescentes, compreendi que elas não têm força para conduzir emissão de juízo reprobatório, uma vez que não comprometeram a execução orçamentária, financeira e patrimonial do município”, avaliou o conselheiro.


Já Antônio Joaquim explicou que, embora as Secretarias de Controle Externo (Secex) de Receita e Governo e de Previdência tenham apontado a existência de irregularidades no balanço de Juaru, estas foram sanadas ou parcialmente sanadas pela gestão, que apresentou defesa.


“Quanto as demais irregularidades, mantidas nos autos, constatei que nenhuma delas é apta a ensejar emissão de parecer prévio contrário”, avaliou.


Vale reforçar que, em ambos os casos, as prefeituras cumpriram com os limites constitucionais legais relativos à administração fiscal, investimentos em Saúde, Educação, gastos com pessoal e repasses ao Poder Legislativo.


Sendo assim, os relatores seguiram o posicionamento do Ministério Público de Contas (MCP), e emitiram parecer prévio favorável à aprovação das contas, com recomendações ao Poder Legislativo para que determine ao Poder Executivo a adoção de medidas corretivas.


Contas de Governo


As contas anuais de governo não são julgadas pelo TCE, que avalia a gestão política dos chefes do Poder Executivo e emite um parecer prévio para auxiliar no julgamento do Poder Legislativo, este sim, responsável por aplicar eventuais sanções específicas.

Veja também

ATUALIZAR Diamantino amplia capacidade técnica de atendimento com a realização de workshop
CULTURA Diamantino resgata patrimônio imaterial em comemoração à semana de Mato Grosso
PREJUIZO Incêndio de grandes proporções atinge loja de materiais de construções em Diamantino
DEPUTADO Ligado à concessionária, Nininho defende ‘privatização’ de rodovias: “governo não tem condições de fazer manutenção”
AGRICULTURA FAMILIAR Governo de Diamantino e IFMT debatem parcerias para fomento da agricultura familiar
DIAMANTINO Equipe de endemias percorre zona rural em campanha de prevenção a dengue
Publicidade

Copyright © 2013 - 2021 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados