• Diamantino, 19/09/2019
DIAMANTINO NÃO

Investe Turismo beneficiará cinco cidades em Mato Grosso

Ação prevê melhoria do atendimento nos estabelecimentos e acesso a novos mercados, por meio da divulgação dos destinos


Fotografia: divulgação

Cinco cidades de Mato Grosso serão beneficiadas com o Programa Investe Turismo, que disponibiliza recursos federais para incentivar novos negócios, acessar créditos, marketing, inovação e melhoria dos serviços prestados aos turistas.


 


Ao todo, serão R$ 1,9 milhão para o atendimento e consultoria de cerca de 170 empresas, além de ações de divulgação de destinos, rodadas de negócios e participação em eventos.


 


Poconé, Nobres, Cáceres, Chapada dos Guimarães e Cuiabá foram os municípios selecionados pelo Ministério do Turismo e Empresa Brasileira de Turismo (Embratur) para integrarem o programa, sendo que grande parte dos serviços ficará a cargo do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae-NA), em parceria com o governo do Estado, que entrará com apoio técnico.


 


O secretário adjunto de Turismo de Mato Grosso, Jefferson Moreno, explica que a Embratur selecionou os destinos conforme o objetivo do trabalho, que é fortalecer os roteiros mais procurados no âmbito nacional e internacional. Por este motivo, optaram por regiões que estão mais estruturadas e que já podem atender a demanda.


 


Moreno esclarece que a Embratur faz pesquisas constantes com relação aos destinos preferenciais dos visitantes e os números apontam a predileção pelo Pantanal e Chapada dos Guimarães. “Chegamos a apresentar outras opções como a região do Araguaia, Campo Novo dos Parecis e Amazônica, porém o foco se manteve nas proximidades da capital”.


 


Há dois meses, os gestores e empresários dos municípios selecionados estão fazendo reuniões e algumas ações já estão em andamento.


 


“O investimento está em uma área muito importante, a gestão dos empreendimentos. Estamos falando de qualidade para o cliente e capacitação dos gestores. Isto sem considerar o desenvolvimento local e redução da desigualdade, uma vez que 80% das empresas alvo são micro ou pequenas”.

Veja também

SEMELHANTE TCE determina que prefeito e empresa só contratem aprovados em concurso
ALTO PARAGUAI Jovem de 18 anos é preso com ferramentas que havia roubado de residência em Alto Paraguai
CASO LARANJAL Cassação do diploma do presidente da câmara de Diamantino esta na mesa do juiz
ALTO PARAGUAI NOVOS FATOS: MPE move ação em face do ex-prefeito e pede devolução de quase “10 milhões”
SEM SEGURANÇA Bandidos que invadiram casa em Alto Paraguai, fugiram com refém e deixaram produtos em Rosário Oeste
MERECIDO Avenida terá iluminação de Led em Alto Paraguai
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados