• Diamantino, 18/08/2022
OPERAÇÃO CUPICHA

Polícia Federal realiza buscas na Secretaria de Saúde de Cuiabá

Não há nenhum mandado de prisão e sim busca e apreensão de documentos.


Fotografia: Reprodução

A Polícia Federal realiza nesta segunda-feira (01.08) busca e apreensão na Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá. A Ordem judicial está relacionada às investigações da Operação Cupincha.


A operação foi deflagrada em outubro do ano passado, sendo segunda fase da Operação Curare. Na época, o ex-secretário de Saúde de Cuiabá, Célio Rodrigues, foi preso. Ele já havia sido afastado do cargo em julho.


Segundo a PF, não há nenhum mandado de prisão e sim busca e apreensão de documentos.


Operação Cupincha


Como a primeira fase da Operação Curare apurou, um grupo que fornecia serviços à Secretaria de Saúde de Cuiabá teria recebido mais de R$ 100 milhões entre 2019 e 2021 manteve-se à frente dos serviços públicos mediante o pagamento de vantagens indevidas, seja de forma direta, seja por intermédio de outras empresas.


Após o ingresso dos recursos nas contas das empresas intermediárias, muitas vezes com atividades econômicas incompatíveis, os valores passavam a ser movimentados, de forma fracionada, por meio de saques eletrônicos e cheques avulsos, para tentar ocultar o real destinatário dos recursos.


A movimentação financeira também se dava nas contas bancárias de pessoas físicas, em geral vinculadas às empresas intermediárias, que se encarregavam de igualmente efetuar saques e emitir cheques, visando à dissimulação dos eventuais beneficiários.


Primeira Fase


O ex-secretário de Saúde Célio Rodrigues foi afastado do cargo no dia 30 de julho do ano passado e, em seguida, exonerado, após a Polícia Federal deflagrar a Operação ‘Curare’ contra uma organização criminosa investigada pelo envolvimento em fraudes em contratações emergenciais e recebimento de recursos públicos em Cuiabá.


Nota da Prefeitura de Cuiabá:


Sobre ordens judiciais expedidas e cumpridas na manhã de hoje (1/8), a Empresa Cuiabana de Saúde Pública esclarece que:
-Na manhã de hoje (1), agentes da Polícia Federal cumpriram ordens judiciais de busca e apreensão de documentos perante à Diretoria Administrativa e Financeira (DAF) da ECSP (que funciona no Hospital Municipal de Cuiabá), no Hospital Municipal São Benedito. Uma equipe também se deslocou até a sede da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), mas nenhuma mídia ou documento foi apreendido no local;
- Mesmo diante da presença dos agentes, o atendimento nas unidades foi mantido, sem prejuízos aos cidadãos;
-A Empresa Cuiabana de Saúde Pública informa ainda que periodicamente realiza auditoria nos pagamentos efetuados às empresas terceirizadas, em atenção a premissa de transparência nos investimentos públicos;
- Reitera que permanece à disposição para o fornecimento de informações.

Veja também

ALTO PARAGUAI PM expulsa soldado condenado por ataques a caixas eletrônicos
BOM JEUS Dupla morre em confronto com PM após roubo com reféns em MT
VANDALOS Lâmpadas da Escadaria são quebradas por vândalos pela quarta vez em menos de seis meses
NOBRES Criança de 6 anos é levada para hospital após agressão feita pelo pai
DIAMANTINO Casal é preso por chantagear e exigir dinheiro de mulher para não difamá-la no trabalho em MT
DIAMANTINO Dois são presos no bairro Buriti em Diamantino
Publicidade

Copyright © 2013 - 2022 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados