• Diamantino, 16/02/2019
REMOÇÃO

Conab faz leilão para retirar mais de 407 mil t de milho de Sapezal e Diamantino 451


Fotografia: Abiove

Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realiza em 9 de fevereiro, na próxima semana, dois leilões para contratação de frete que vão destinar mais de 407 mil toneladas do milho mato-grossense para outros Estados.



Além do milho, os leilões visam transferir produtos para compor a cesta de alimentos em Minas Gerais e Pernambuco. De acordo com a entidade, o objetivo é reduzir problemas de logística nos Estados e de abastecimento de milho a pequenos criadores de animais que estão filiados ao Programa de Vendas em Balcão.



Todas as operações envolvendo Mato Grosso são de milho da safra 2012/2013 e vão retirar o cereal do armazém das fazendas Bom Futuro Agrícola. Serão removidas 3,9 mil toneladas de milho de Diamantino e enviadas para as cidades gaúchas de Cruzeiro do Sul (1,2 mil) e Marau (2,7 mil).



Além desse montante, serão transferidas 3,8 mil toneladas de milho em grão a granel de Sapezal para Boa Vista, em Roraima. Ainda de acordo com os contratos, a cidade mato-grossense enviará mais 400 mil toneladas do insumo para a cidade de Rio Branco, no Acre.



Este é o segundo leilão de frete que será realizado em 2018. O primeiro foi realizado em 15 de janeiro, quando foram transferidas 33 mil toneladas de milho para as regiões Norte e Nordeste.



Antônio Galvan, presidente da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/MT), afirma ao RDnews que as operações da Conab estão acontecendo com bastante intensidade nos últimos anos.



Além de defender a necessidade do envio de alimentos para regiões como o Nordeste, ele defende a importância da retirada do milho de Mato Grosso. “Ainda estamos convivendo com preços (do milho) abaixo do mínimo e o mercado está muito aquém. Essas operações são muito importantes para escoar o milho dos armazéns. Nós precisamos liberar espaço porque a nova safra já está em andamento”, pontua.



De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), na última semana pelo menos quatro municípios estavam operando com preços abaixo do mínimo no Estado que é de R$ 16,50 por saca. Eram os casos de Sorriso (R$ 15,20/sc), Sapezal (R$ 15,85/sc), Diamantino (R$ 15,95/sc) e Canarana (R$ 16,40/sc). (Com Assessoria)

Veja também

ECONOMIA Sine oferta 985 vagas de trabalho; Rondonópolis e Lucas 'lideram'
CEM Mutirão espera atender 900 pacientes que estão na fila do SUS
Fundação abre seletivo para contratar mais de cem profissionais da saúde; salários de até R$ 10 mil
EDUCAÇÃO Ano letivo começa nesta segunda e professores param na terça
ACIDENTE Vídeo flagra momento em que caminhão atinge S10 em praça de pedágio;
NOVO HORÁRIO Dia 17 de fevereiro a meia noite termina o horário brasileiro de verão
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados