• Diamantino, 16/02/2019
ECONOMIA

Estimativa de menor oferta de milho mantém preço em alta 349


Fotografia: Reprodução




Divulgação


O movimento de alta dos preços de milho, iniciado em julho, segue firme no mercado brasileiro. Segundo pesquisadores do Cepea, estimativas divulgadas na última semana confirmam redução da produção da segunda safra e das exportações, situação que reforçou a retração vendedora, visto que esses agentes têm expectativas de preços maiores nas próximas semanas. Já compradores com necessidades de repor estoques no curto prazo precisam elevar os valores de suas ofertas para conseguir realizar novos negócios.



O maior interesse por parte da indústria tem feito com que as altas ocorram em maior intensidade nas negociações entre empresas do que no preço pago ao produtor, principalmente em estados consumidores, como São Paulo e Santa Catarina, informa a assessoria do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada da Esalq-USP.




Veja também

ECONOMIA Sine oferta 985 vagas de trabalho; Rondonópolis e Lucas 'lideram'
CEM Mutirão espera atender 900 pacientes que estão na fila do SUS
Fundação abre seletivo para contratar mais de cem profissionais da saúde; salários de até R$ 10 mil
EDUCAÇÃO Ano letivo começa nesta segunda e professores param na terça
ACIDENTE Vídeo flagra momento em que caminhão atinge S10 em praça de pedágio;
NOVO HORÁRIO Dia 17 de fevereiro a meia noite termina o horário brasileiro de verão
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados