• Diamantino, 19/02/2019
PÂNICO EM VILA RICA

Homem invade Fórum, atira em juiz e é morto por policiais militares 536

Crime aconteceu na tarde desta segunda-feira (1º); é o quarto caso de ataque ou ameaça a magistrado


Fotografia: Reprodução

Um homem de identidade ainda não informada foi morto por policiais militares na tarde desta segunda-feira (1º), após atirar contra o juiz Carlos Eduardo de Moraes de Silva, da Vara Única de Vila Rica (1279 km de Cuiabá).


 


Segundo informações preliminares, o homem disparou contra um dos braços do magistrado e imediatamente foi baleado pelos guardas do Fórum.


 


 


Conforme a Polícia Militar da cidade, o caso aconteceu por volta das 15h30, dentro da sala de audiência.


 


Uma testemunha que trabalha na frente da sala do juiz contou que todos ficaram em pânico com a situação.


 


 


“Foi um pânico. O cara era réu e queria que o juiz marcaasse o júri dele. Ele entrou em luta corporal e ele estava armado. Só que tinha uma policial civil que estava com outro réu aguardando para entrar em audiência de custódia. A policial, junto com os guardas [do Fórum], tentou render, mas ele ainda atirou. Foi um pânico, foi muito assustador. A minha sala é em frente à sala do Juizado. Corri para sala do conciliador e me agachei", disse.


 


Este é o quarto caso de ataque ou ameaça a magistrados de Mato Grosso no intervalo de pouco mais de um mês. Na semana passada, o juiz Jorge Hassib Ibrahim, de Paranatinga (a 536 km de Cuiabá), foi agredido com um soco pelo advogado Homero Nedel.


 


Por telefone, a reportagem conversou com uma funcionária do Fórum. Ela afirmou que todos estão bastante assustados no prédio, que foi fechado e as audiências marcadas para hoje suspensas.


 


"Eu ouvi os tiros. Aqui, todos ouviram os tiros, o prédio é pequeno. Foi uma grande correria", relatou a servidora, que não quis se identificar.


 


O crime foi presenciado pelo promotor da cidade Eduardo Zaque, que também participava da audiência quando aconteceu a invasão.


 


A reportagem tentou contato com Zaque, mas a Promotoria de Justiça informou que ele estava no Hospital da cidade, acompanhando o atendimento ao juiz.

Veja também

EM NOBRES Espingardas e munições são apreendidas pela PRF
VIOLÊNCIA SEM FIM Assaltantes invadem casa de advogado e fazem família refém
EM NOBRES 4 pessoas foram detidas pela PM por suspeita de porte ilegal de arma de fogo
NESSA MADRUGADA Frigorifico é alvo de assaltantes que fogem levando caminhão de carne
EM NOBRES PM divulga resultado da Operação Saturação
EM NOBRES Homem foi preso por dirigir embriagado
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados