• Diamantino, 22/08/2019
EDUCAÇÃO

Ano letivo começa nesta segunda e professores param na terça


Fotografia: Reprodução

Mais de 390 mil alunos começam o ano letivo na rede estadual de educação nesta segunda-feira (11), mas, um dia depois, uma paralisação já afetará as aulas dos estudantes. Isso porque está prevista uma greve de 24 horas dos servidores da educação, que, segundo o sindicato da categoria, deve contar com a adesão de pelo menos 600 das 768 unidades escolares.


 


Além da greve de 24 horas, os servidores públicos realizam na terça-feira (12) um ato público em frente ao Tribunal Regional do Trabalho (TRT), às 14 horas. A paralisação dos educadores faz parte do dia de mobilização dos servidores públicos contra as medidas implementadas pelo governador Mauro Mendes (DEM).


 


Entre os projetos propostos pelo governo que foram aprovados pela Assembleia Legislativa estão o estabelecimento de critérios para o pagamento da Revisão Geral Anual (RGA), assim como a mudança na gestão do MT Prev, que possibilita o aumento da alíquota previdenciária.


 


Segundo o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT), a greve ainda em fevereiro não está descartada, especialmente se o governo não repensar o tratamento dado aos servidores, que inclui o escalonamento de salários e o pagamento da RGA integralmente.


 


Entre as questões de mais polêmica para os educadores está o cumprimento da 510/2013, que garante, caso seja cumprida, a dobra no poder de compra dos salários dos educadores até 2024. Mas, para que ela seja efetivada, é necessário que a recomposição anual da inflação, a RGA, seja paga.


 


Pela portaria 571/2018 as escolas devem ter, no mínimo, 200 dias letivos e 800 horas de carga horária, exceto na Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Veja também

PAGAMENTO Governo antecipa pagamento de julho e folha suplementar
FAKE DELIVERY Expuseram minha casa e família sem necessidade, afirma Rosa Neide
MIRASSOL D´OESTE Assessor jurídico deve escolher entre cargo público ou advocacia privada
NOTA MT Estado sorteia mais de R$ 500 mil em dinheiro; veja lista dos ganhadores
ABANDONO DE CARGO Servidor grevista deve voltar ao trabalho sob pena de demissão, orienta PGE
DEMISSÃO Governo estuda afastar servidores da educação em greve há 71 dias
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados