• Diamantino, 20/04/2019
EDUARDO JUSTUS

Gestão Eduardo/Gaúcho demite Baiano que alega perseguição

Baiano era um dos seguidores do sobre nome Capistrano por várias eleições


O Baiano foi demitido, ele era contratado pela empresa disfarçada de Cooperativa de Trabalho de nome Cooper-Vale a qual a gestão Eduardo/Gaúcho faz a indicação para empregar seus apoiadores e agradar parte da bancada de vereadores.



A demissão do Baiano foi porque ele cuidava da praça e começou a cobrar melhorias e conservação visto que a fiação está danificada causando choques elétricos nas crianças que utilizam a quadra.

Outro motivo que gerou a demissão, foi o fato do Baiano que é também presidente do bairro comunicar o Ministério Público da real situação que se encontrava a praça.

Ao que parece o MP de Diamantino que atuava em outras gestões nesta está fechando os olhos.

Baiano foi um dos apoiadores de Eduardo Capistrano e Gaúcho na eleição de 2016.

Falta 17 meses para o fim

Veja também

ELEIÇÕES 2020 Diamantino e as eleições 2020
EM CAMPANHA 2020 Farra das diárias na câmara de Diamantino
Posse em Diamantino Posse da OAB de Diamantino será hoje
Da redação Na assessoria de imprensa
Transcâmara CONCURSO SUSPEITO: Mais noticias da Câmara
Diamantino abandonado DIAMANTINO: Sitiantes pedem socorro e gestão está surda.
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados