• Diamantino, 07/08/2020
MANIFESTAÇÃO

TRABALHADORES REALIZAM ATO EM TANGARÁ CONTRA A REFORMA DA PRESIDÊNCIA


Fotografia: Reprodução

Hoje pela manhã foi realizado um ato de manifestação contra a Reforma da Previdência, onde participantes  que  representavam  o  Sindicato dos Profissionais da Educação Básica (Sintep), da Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat), da União dos Estudantes (UNE) e da União Tangaraense dos Estudantes (UTES).


 


Com faixas e cartazes o grupo contra a reforma saíram em forma organizada pela Avenida Brasil e querendo mostrar que seus direitos estão sendo tirados.  Algumas escolas não tiveram aulas hoje.


 


“Imagine o senhor, a senhora que vai acessar a essa aposentadoria... quando? A partir dos 65 anos? Se não contribuir 65 anos não recebe o salário de quem ia se aposentar”, disse o professor do Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), Eder Ribas se referindo a Reforma da Previdência que estende o tempo de contribuição do trabalhador para 40 anos, e coloca idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres.


 


“Estamos nos mobilizando para dizer que somos contra essa Reforma que ataca um direito básico do trabalhador no Brasil, que é o de se aposentar”, afirma. (Com informações- Gilvan Melo - Serra FM)


Redação Tangará em Foco e Diário da Serra

Veja também

ELEIÇÃO SUPLEMENTAR Pela 2ª vez, Bolsonaro rejeita deputado aliado e apoia coronel ao Senado
SENADO TRE pede eleição ao Senado em novembro; economia seria de R$ 11 mi
JUSTIÇA ELEITORAL Fávero tenta desfiliação do PSL e partido lembra: foi eleito com voto de legenda
PANDEMIA NO LEGISLATIVO Botelho confirma 8 casos de Covid, mas descarta “fechar” a AL
EFEITO CORONAVÍRUS Botelho: Se a crise se alongar, eleição terá que ser adiada
ASSEMBLEIA Janaina conta com apoio de 10, mas crê em reeleição de Botelho à presidência
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados