• Diamantino, 09/12/2019
DIAMANTINO

Advogados podem concorrer à vaga de juiz leigo em Diamantino

As inscrições são gratuitas, e seguem até às 19h do dia 5 de julho


A Comarca de Diamantino (208 km a médio-norte de Cuiabá) abre na sexta-feira (14 de junho), a partir das 12h, as inscrições para o credenciamento de juiz leigo. As inscrições são gratuitas, e seguem até às 19h do dia 5 de julho. O processo seletivo é regido pelo Edital 6/2019, assinado pelo juiz André Luciano Costa Gahyva.



De acordo com o documento, juízes leigos são auxiliares da Justiça que prestam serviço público relevante, sem vínculo empregatício. O credenciamento do habilitado terá validade de dois anos, admitindo uma única prorrogação por igual período.



Os candidatos devem atender a determinadas exigências, dentre as quais, ser advogado com mais de dois anos de experiência profissional; não exercer nenhuma atividade político-partidária; não representar órgão de classe ou entidade associativa; residir, preferencialmente, na comarca; não possuir antecedentes criminais e não ser demandado em ação de natureza civil.



O aprovado será remunerado por abono variável, de cunho indenizatório, pelas atuações em favor do Estado, observando o teto máximo correspondente ao subsídio do cargo inicial de Analista Judiciário, qual seja, R$ 5,143,07.



Dentre as atribuições do juiz leigo, estão: dirigir processos apreciando pedido de produção de provas; presidir audiências de conciliação e de instrução e julgamento; proferir decisões justas e equânimes, submetendo-as à homologação do juiz togado; intermediar transação penal e composição de danos, após propostas elaboradas pelo Ministério Público; reduzir a termo a conciliação ou composição de danos civis e encaminhar ao juiz toado para homologação.

Veja também

RÁDIO TRT 104,3 FM Parceria com Assembleia Legislativa efetiva Rádio TRT FM
APRENDIZ CIEE oferece 50 vagas imediatas para aprendizagem
SELETIVO Prefeitura de Matupá abre 21 vagas em seletivo para contratação imediata
FIM DA FARRA Autarquia proíbe afastamento de servidores públicos para cursos em MT
CRIME ELEITORAL Vereador em MT é cassado e condenado à prisão por apresentar documento falso
ARRECADAÇÃO Mutirão Fiscal negocia débitos de R$ 118,5 milhões de contribuintes em atraso
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados