• Diamantino, 14/11/2019
PETROLEO

Petrobras conclui não há petróleo em quantidade comerciável em São José do Rio Claro

Video mostrava petróleo vertendo do poço cavado no município.


Há um ano a empresa faz pesquisas e perfurações na região da cidade com autorização da Agência Nacional de Petróleo (ANP).


Alarme falso. Diferentemente do que se supunha, a Petrobras finalizou a análise laborial das amostras colhidas em São José do Rio Claro, no interior de Mato Grosso, e concluiu que não há petróleo em volumes comerciais na região.


Há um ano a empresa faz pesquisas e perfurações na região da cidade com autorização da Agência Nacional de Petróleo (ANP).


No dia 30 de abril deste ano, ou seja, há cerca de um mês, um vídeo, divulgado com exclusividade, mostrava petróleo vertendo do poço cavado no município.


O material foi gravado por técnicos em perfuração e operadores de máquinas perfuratriz (sondador), que estavam atuando há mais de dois anos em um poço estratégico na região da Bacia do Parecis.


No vídeo é possível ver o espanto dos operadores e funcionários da petroleira nacional ao perceber que a canalização, conectada à válvula de saída da árvore de produção, enche uma caixa de metal com petróleo.


“Aqui! Oh! Petróleo puro! Retirado aqui do poço de São José do Rio Claro, região de Nova Mutum, em Mato Grosso. A caixa está cheia de petróleo”, diz, no vídeo, um operador impressionado.


No entanto, o relatório técnico ressalta que “a substância pastosa de cor preta que aparece no vídeo mencionado passou por análises de laboratório que mostraram ser uma mistura de óleos, graxas e fluídos utilizados no processo de perfuração do poço. Não caracteriza-se, portanto, descoberta de petróleo”.

Veja também

JATO E R$ 15 MIL Flamenguistas de MT podem ir ao Peru
CUSTO DE R$ 8,9 BILHÕE Bolsonaro extingue seguro obrigatório para veículos, o DPVAT
Eleição 2020 Oposição racha e Diamantino poderá ter quatro candidaturas.
FOGO AMIGO História antiga
Diamantino Câmara nega criação de nova secretaria
Nova Vocação Alto Paraguai investe na fruticultura
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados