• Diamantino, 21/09/2019
PREVENÇÃO

Botelho pede inclusão de Eletroconvulsoterapia no MT Saúde

Tratamento ajuda pacientes com depressão. ALMT é parceira das ações que previnem suicídio



O plano de saúde do Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado – MT Saúde deverá oferecer aos seus pacientes o tratamento de Eletroconvulsoterapia para tratamento psiquiátrico, em casos de depressão. É o que indica a proposta apresentada ao governador do estado, Mauro Mendes, feita pelo presidente da Assembleia Legislativa, deputado Eduardo Botelho (DEM).


Essa é mais uma ação para facilitar o acesso ao tratamento de pacientes com quadro depressivo severo que, dependendo do estágio da doença, chegam a tentar o suicídio. Nesta semana, usando laço amarelo, os deputados também aderiram ao Setembro Amarelo, uma campanha brasileira de prevenção ao suicídio, iniciada em 2015, numa iniciativa do Centro de Valorização da Vida, do Conselho Federal de Medicina e da Associação Brasileira de Psiquiatria.


A iniciativa de Botelho visa contribuir com inúmeras famílias que têm algum ente com essa doença. Inclusive, a indicação surgiu a partir da história da servidora pública Meris Clara Berto de Sant´Ana, que há três anos luta para tratar a filha M. A. S. N, 38 anos, diagnosticada com depressão severa e já tentou duas vezes o suicídio. Através de ordem judicial a família de Meris conseguiu o tratamento de Eletroconvulsoterapia, atualmente, oferecido apenas na rede de saúde particular.


Meris relata que esse tipo de tratamento chegou em Mato Grosso no ano passado, ao custo médio de R$ 1,3 mil cada sessão, sendo necessárias de 12 a 15 sessões indicadas a pacientes com depressão severa.


“Conseguimos 12 sessões de ECT por ordem judicial. A minha filha já vai fazer a quarta sessão. Percebemos uma melhora significativa com o ECT, inclusive, ela tem mais consciência da doença e luta contra isso, um ponto muito bom que vejo nela”, destaca Meris.


Ela conta que antes, M. A. S. N, professora de Educação Física se preocupava com o bem-estar e se cuidava muito. “A gente não entende e fica se perguntando por que ela desenvolveu a depressão? Uma doença que o paciente precisa de muito apoio e acompanhamento. O tratamento ECT representa melhor qualidade de vida ao paciente e essa proposta do deputado Botelho significa que não precisarei ficar correndo e esperar liminar de juiz para conseguir tratar minha filha como foi no início. Essa é a nossa esperança!”, desabafa Meris.


Na justificativa, Botelho chama a atenção para essa doença que costuma ser um transtorno crônico, recorrente e debilitante que traz muito prejuízo no funcionamento e na qualidade de vida dos pacientes.


Destaca que embora o tratamento com medicações antidepressivas seja bastante efetivo para uma grande parte dos pacientes, muitos não respondem adequadamente ao tratamento antidepressivo ou não toleram os efeitos colaterais das medicações. Os pacientes que não alcançam a remissão completa dos sintomas apresentam maior risco de recorrência, possuem pior funcionamento psicossocial, pior qualidade de vida e maior nível de sintomas durante o seguimento.


ECT – A Eletroconvulsoterapia é um procedimento que consiste na indução de crises convulsivas por meio da passagem de uma corrente elétrica pelo cérebro para fins terapêuticos. A resistência à medicação antidepressiva constitui a sua principal indicação.


Além disso, a ECT possui maior rapidez na resposta em relação à medicação, o que é necessária em situações graves, como risco de suicídio. Tanto que a Associação Americana de Psiquiatria já inclui estas situações como indicação de primeira escolha da ECT.


A eficácia da ECT em tratar sintomas depressivos está estabelecida por meio de inúmeros estudos desenvolvidos durante as últimas décadas, que garantem que ECT é o tratamento biológico mais efetivo para depressão atualmente disponível, já que nenhum outro tratamento até então tenha se mostrado superior à ECT no tratamento da depressão maior em estudos controlados.


“Por essas razões, conto com o especial empenho do excelentíssimo governador do Estado e do secretário estadual de Saúde, bem como com a aprovação dos demais pares, para a efetivação do importante pleito”, pediu o deputado Botelho.


Veja também

CONCURSO Prefeitura e Câmara de Nortelândia abre concurso público com 70 vagas para diversos níveis
PROJETO DE LEI N° 54/2019 Deputados aprovam isenção de ICMS para produtos da agricultura familia
DIAMANTINO Inmet aponta temperatura de 46 graus e emite alerta para risco de morte em MT
PRODUÇÃO INDUSTRIAL Botelho garante apoio para programa de atração de indústrias em MT
BRUTAL Rapaz invade casa; mata ex, sogro e atira em sogra em MT
SUSTENTABILIDADE Deputado propõe rastreabilidade da produção de ovos em MT
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados