• Diamantino, 19/11/2019
URBAN SYSTEMS

Cuiabá está entre as 15 melhores cidades brasileiras para empreender em 2019

A lista é calculada por meio da metodologia de análise estatística conhecida como Índice de Qualidade Mercadológica


A pesquisa Melhores Cidades para Fazer Negócios, realizada pela Urban Systems, apontou que Cuiabá está entre as 15 melhores cidades brasileiras para empreender em 2019. Em um ano a Capital subiu quatro posições no ranking, chegando ao 14º lugar e figurando como a melhor colocada no Centro-Oeste, à frente de Brasília (16º), Goiânia (32º) e Campo Grande (82º).


O estudo, que chega a sua 6ª edição, analisa o potencial de desenvolvimento econômico das cidades, considerando as melhores oportunidades para se investir. Além disso, apresenta recorte dos melhores municípios em desenvolvimento social, infraestrutura e capital humano. Estes critérios resultam na colocação geral de cada uma das participantes.


Para o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) o crescimento de Cuiabá em empreendedorismo é fruto de uma soma de ações que aliam o fomento ao comércio e à indústria, e os esforços na geração de emprego e renda. Exemplos disso são a reestruturação do projeto Pró-Cuiabá, que estimula a instalação de empresas de outros estados na cidade, e o serviço prestado pelo Centro de Atendimento ao Empreendedor (CAE).


“Estas iniciativas buscam a melhoria permanente dos nossos indicadores gerando impacto na estrutura econômica e social da cidade, especialmente neste momento de crise, experimentado pelo país inteiro. O resultado da pesquisa, em si, prova nossa vocação para os mais variados tipos de negócio. Característica que precisa ser ainda mais estimulada. Por isso, avançaremos com esta proposta, explorando novos setores e fortalecendo o suporte aos empresários.”


Divulgado nesta semana, o levantamento também mostra que Cuiabá ascendeu do 8ª para o 6ª lugar no quesito Capital Humano, no qual são avaliadas questões sociodemográfica, econômicas e do setor de educação, em diferentes níveis de ensino. Além disso, o critério contrapõe não apenas a oferta do capital humano atual, como o cenário futuro.


Neste contexto, a titular da secretaria de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico, Débora Marques, destaca a capacitação de profissionais e o intermédio para sua inserção no mercado de trabalho, feito pelo Sine Municipal. De 2017 até agora, o órgão encaminhou 9.553 a entrevistas de emprego.


Há que se mencionar ainda a evolução nos itens Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura, nos quais a cidade subiu da 34ª para 35º e da 86ª para 83ª, respectivamente. “Nossa expectativa para os próximos anos é aumentar mais ainda estes números e colocar Cuiabá entre as Capitais com mais baixo índice de desemprego do país”, explica Débora.


A lista é calculada por meio da metodologia de análise estatística conhecida como Índice de Qualidade Mercadológica (IQM®).  Sendo assim, o IQM® apresentado considera 317 municípios, do total de 5.570 municípios brasileiros. Isso porque a pesquisa contou apenas as cidades com mais de 100.000 habitantes em 2018, segundo o Instituo Brasileiro de Geografia e Pesquisa (IBGE).

Veja também

OPORTUNIDADE Seletivos e concursos oferecem vagas com salários de R$ 10 mil
SE IRRITOU COM ULTRAPASSAGEM Polícia prende homem que perseguiu, atirou e matou agrônoma
RADICALISMO Ministro critica excessiva interferência judicial: vamos deixar os políticos falarem
Nova Mutum Homem é morto a facada no bairro Jardim Europa em Nova Mutum
DIAMANTINO Operação cumpre mandados de prisões e de buscas em Diamantino
Campo Novo do Parecis Morador fatura R$ 451 mil na Lotofácil
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados