• Diamantino, 07/08/2020
INCRA MT

Demitido do Incra, general aponta esgoto e cita Barbudo; deputado nega interesse

Um dos problemas citados pelo general é a ingerência política


demissão do general João Carlos Jesus Corrêa da presidência do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), que teria sido articulada pelo secretário especial de Assuntos Fundiários do ministério da Agricultura, Nabhan Garcia, inclusive com a ajuda do deputado federal Nelson Barbudo (PSL), coloca o parlamentar numa saia-justa. O militar caiu atirando. Declarou que estava “saneando um  esgoto” que existe no órgão e citou a Superintendência de Mato Grosso como uma das que operam com interesses escusos.


Um dos problemas citados pelo general é a ingerência política, o que não deixou de acontecer em Mato Grosso. No início do ano, o então presidente do Incra nomeou o servidor Claudinei Chalito da Silva, que era lotado no Pará, para superintendente no Estado, sem o aval de Barbudo.

Veja também

SILVAL Justiça desbloqueia imóvel de ex-mulher de assessor que gravou propina em MT
MATO GROSSO Caixa liberou R$ 2,3 bilhões em auxílios à pessoa física, revela superintendente
DIAMANTINO Instituto Hercule Florence ganha página no google arts e cultura
VISITA AO NORTÃO olsonaro deve voltar a MT para entrega de títulos de dois assentamentos rurais
PANDEMIA JBS já alocou mais de R$ 19 milhões em doações em Mato Grosso para enfrentamento à pandemia
LUTO Secretário de Mauro não resiste a Covid e morre em hospital de Cuiabá
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados