• Diamantino, 04/04/2020
RUMO ÀS URNAS

Em reunião com boi no rolete, Mauro vai discutir eleições com lideranças do DEM

Mauro quer ouvir as demandas dos correligionários e a avaliação em relação à sua gestão.


Fotografia: reprodução

Após mais de 11 meses à frente do Poder Executivo do Estado, o governador Mauro Mendes (DEM) vai dedicar praticamente um dia inteiro para atender o seu partido. A agenda da tarde desta sexta (13) foi reservada para Mauro receber os deputados estaduais (Eduardo Botelho e Dilmar Dal Bosco), o senador Jayme Campos, as lideranças partidárias, prefeitos, presidentes de diretórios e secretários de Estado (Beto 2 a 1 e Cesár Miranda).


Mauro quer ouvir as demandas dos correligionários e a avaliação em relação à sua gestão. Na pauta também consta a eleição suplementar para o Senado para ocupar a vaga que será deixada por Selma Arruda (Pode), após cassação em segunda instância pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), e as eleições 2020.


À noite, os democratas vão se confraternizar em uma churrascaria, servidos a boi no rolete. No encontro com Mauro, os temas pertinentes ao pleito eleitoral deverão continuar à mesa. Nos bastidores, o partido já estabeleceu premissas que deverão condicionar as alianças para disputar o pleito do próximo ano.


O entendimento é que não se deve levar as conjunturas municipais “a ferro e fogo”, tendo com clareza em quais municípios as candidaturas próprias serão viáveis e onde será importante formar coligações para as majoritárias. “Encontro mais que necessário. Em quase um ano de governo é a primeira vez que vamos reunir as lideranças do DEM”, avalia Júlio Campos, que é secretário-geral da agremiação.


A atenção de Mauro vem sendo cobrada há tempo pelas lideranças de seu partido. Apesar da aparente compreensão dos correligionários, em entender que o chefe do Poder Executivo precisou dedicar muito tempo aos interesses do Estado, a cobrança para que o governador atue nas articulações do partido vem sendo colocadas como necessárias para se estabelecer uma linha de frente sólida nas disputas eleitorais que se avizinham.


A intenção do DEM é lançar candidatos a prefeito em pelo menos 40 municípios, sendo que em Cuiabá, Várzea Grande e Cáceres, a decisão já é certa de que haverá candidato próprio. Em outros locais, o partido atenua o apetite pelo comando do Poder Executivo em nome da política de boa vizinhança com as siglas que compõe o arco de alinça de Mauro, principalmente o MDB, PSD e PDT.

Veja também

ASSEMBLEIA Janaina conta com apoio de 10, mas crê em reeleição de Botelho à presidência
SENADOR ACom as candidaturas de Pivetta, Fávaro e Júlio, Mauro ficará neutro, afirma Botelho
LONGEVIDADE NO PODER Carvalho elogia Botelho, mas garante que Paiaguás não interfere por reeleição na AL
REGULARIZAR TRE muda prazos para regularizar quase 600 mil títulos e evitar ausências em eleição suplementar
VIAGEM PARA A ESPANHA MPE apura se conselheiro recebeu diárias internacionais a mais
ELEIÇÕES 2020 Zé Gazzeta oficializa apoio a Cleber Soares
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados