• Diamantino, 18/01/2021
CORONAVÍRUS

CNMP cobra explicações sobre auxílio de até R$ 1 mil criado pelo chefe do MPE-MT

Procurador Geral José Antônio Borges terá que prestar esclarecimentos sobre verba criada para servidores, promotores e procuradores de Mato Grosso


O conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) Sebastião Vieira Caixeta determinou que o procurador-geral de Justiça do Mato Grosso José Antônio Borges preste informações até as 19 horas de hoje (7) sobre a criação de ajuda de custo para tratamento de saúde para membros e servidores do MPE-MP.


A decisão foi tomada na análise preliminar de procedimento de controle administrativo instaurado a partir de representação encaminhada pelo conselheiro Valter Shuenquener à presidência do CNMP. O pedido formulado pretende desconstituir o Ato Administrativo nº 942/202/PGJ, editado pelo chefe do MP/MT, que dispõe sobre a ajuda de custo para despesas com saúde no âmbito daquela unidade ministerial.


O conselheiro Sebastião irá examinar o pedido de liminar após receber as informações e a documentação probatória sobre os fatos. O conselheiro determinou a medida, “considerando a urgência da matéria, consistente no alegado risco de dano irreparável ou de difícil reparação caso eventuais pagamentos indevidos sejam realizados pela administração do Ministério Público mato-grossense”.


Em sua representação, Shuenquener noticiou que tomou conhecimento de notícia veiculada em matéria jornalística “quanto à criação de uma espécie de ajuda de custo para tratamento de saúde (‘vale covid’) pelo MPE, em torno de R$ 1 mil para promotores e procuradores de Justiça e de R$ 500 para servidores da instituição e comissionados”.


Shuenquener afirmou que, “de acordo com a citada matéria, caso todos os servidores e membros do Ministério Público façam adesão à nova verba de caráter indenizatório, o custo mensal poderá alcançar 680 mil reais, tendo em vista que, atualmente, o parquet mato-grossense conta com 249 membros e 862 servidores efetivos e comissionados”. (Com Assessoria)

Veja também

FAIXA EXCLUSIVA Cuiabá começa aplicar multas na Fernando Correa
ARMA CONTRA COVID Primeiro lote será usado para vacinar 32,5 mil pessoas em MT
MATO GROSSO Mauro proíbe festas com mais de 100 pessoas por segunda onda da Covid-19
TERMINAL FLUVIAL Agência nega pedido do Governo de MT para já operar Porto de Cáceres
PRAZO ESTENDIDO Governo transfere para março início do vencimento do IPVA 2021
COMODIDADE Cidadãos podem fazer a comunicação de venda do veículo em 54 cartórios de MT
Publicidade

Copyright © 2013 - 2021 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados