• Diamantino, 03/08/2020
ALTO PARAGUAI

Assessor de Piveta assume que esta inelegível e tenta manobra

Ex-prefeito ainda levou “catracada” em despacho do juiz em Diamantino.


Faltando poucos dias para as eleições municipais deste ano, o meio político de Alto Paraguai começa a esquentar literalmente, no primeiro momento a oposição tentou uma enquete em um site de noticias de Tangará da Serra e o desespero dos adversários da prefeita Diane Alves deram as caras.


Por azar, a enquete teve uma votação expressiva favorável a administração da democrata de Alto Paraguai com 52% de aprovação. Nos bastidores da enquete todos os pré candidatos a prefeito comentaram de forma não republicana dando um norte da baixaria de como será o nível da campanha.


Por outro lado, o ex prefeito Adair Jose Moreira (MDB) é apontado como grande articulador da oposição e recentemente adentrou com uma ação pedindo a nulidade com pedido liminar contra a reprovação das contas pela câmara municipal de Alto Paraguai junto a justiça na comarca em Diamantino para tentar obter sua exclusão do rol dos inelegíveis.


No pedido, o ex-prefeito e agora assessor do vice governador Otaviano Piveta que é pré candidato ao senado, tentou uma manobra para não pagar o real valor das custas processuais e declarou a causa apenas como sendo uns míseros R$ 1.045,00 (um mil e quarenta e cinco reais) e ao perceber o real valor o juiz determinou que fosse recolhido o valor referente as prestações de contas dos anos de 2015 e 2016 que juntas somam mais de 45 milhões o que gera uma custa processual em mais de 55 mil reais.


Na pagina 24 da ação o ex prefeito assume que esta inelegível por conta das contas reprovadas pelo plenário da câmara municipal


“O julgamento como proferido pela câmara de vereadores vem gerando efeitos devastadores na vida pessoal e social do Autor, tornando-o inelegível e “ficha suja”.


Em outro trecho Adair José assume pretender disputar as eleições deste ano e para isso pede a justiça que o libere da lista de ficha suja a rejeição das contas conforme proferido pela Câmara Municipal, expõe o Autor a um ônus político injusto, impedindo-o de participar como candidato do pleito eleitoral que realizará no próximo dia 15 de novembro”.


Em outro trecho da ação inicial Adair assume que pretende a liminar tão somente para que disputar a eleição e acaba sendo e ao final acaba sendo “catracado” no despacho do juízo: somente a cassação dos efeitos do julgamento, poderá tornar legítima a participação do requerente no pleito eleitoral que se avizinha”.


O ex prefeito embargou a decisão do juiz e ainda emplacou outra informação que merece investigação. O assessor de Otaviano Piveta afirmou que é servidor público do Estado e percebe mensalmente uma remuneração líquida de R$5.538,40, porém a reportagem de O Divisor apurou junto ao site do governo do estado que o salário do ex prefeito é de R$ 9.375,00 (nove mil trezentos e setenta e cinco reais).


O ex prefeito ainda responde a outros processos entre eles esta o ministério publico em Diamantino pedindo a devolução de mais de 10 milhões de reais.


Nas ruas de Alto Paraguai há informações de que os lideres da oposição deverão bancar os custos processuais de mais de 55 mil reais e neste final semana haverá uma reunião onde todos serão convidados a ajudar.


O Superior Tribunal Federal decidiu que somente as câmaras municipais tem competência para julgar contas de gestão e de governo das prefeituras e somente pode ser derrubada esta votação com 2/3 dos votos do parlamento municipal.


Todas essas informações estão disponíveis nos Processos: 1001028-90.2020.8.11.0005 e 1001029-75.2020.8.11.0005

Mais fotos

Veja também

ALTO PARAGUAI Prefeita de Alto Paraguai tem gestão aprovada por 52% da população
ALTO PARAGUAI Criança de dois anos more afogada em piscina
KIT 33 prefeituras de Mato Grosso distribuem
ATENDIMENTO TJ começa reabertura em etapas a partir de 27 de julho em cidades de baixo risco
VOLTA AS AULAS Seduc apresenta plano de volta às aulas não presenciais à AMM, MPE e municípios
SANTO AFONSO Prefeito manda fechar tudo e convoca protesto em frente a câmara
Publicidade

Copyright © 2013 - 2020 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados