• Diamantino, 27/10/2021
PARCERIA

Em parceria com a Suinobras, Prefeitura vai beneficiar pequenos produtores com adubo orgânico

Parceria beneficiará pequenos produtores da agricultura familiar


Esta semana uma comitiva liderada pelo prefeito, Dr. Manoel Loureiro Neto, e a equipe da Secretaria Municipal de Agricultura Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, realizou uma visita técnica até a sede da Suinobras em Diamantino para tratar de um projeto que tem como objetivo incentivar e fortalecer os pequenos produtores rurais que vivem da Agricultura Familiar. O mandatário foi recebido pelo gerente geral da unidade, Alessando Vicari, que expôs a proposta para efetivar a parceria público-privada, que têm como propósito fornecer adubo orgânico, proveniente dos dejetos de suínos, para ser utilizado no plantio ou pastagem do produtor.


A visita também teve como objetivo conhecer o ambiente, onde estão os resíduos a serem aproveitados. Atualmente o biofertilizante está armazenado em uma estrutura chamada “lagoas em série”  onde ocorre o processo de decantação da matéria orgânica. A lagoa possui mais de 30 (trinta) mil metros cúbicos e tem capacidade para atender até 3 (três) mil hectares de área plantada a cada 10 mil toneladas utilizadas.


“Estamos firmando esse compromisso para retirar o adubo e, em seguida, fazer a distribuição para os nossos produtores.  Vamos estudar a viabilidade de conseguir, o mais rápido possível, veículos e maquinários para fazer o trabalho preliminar, com a retirada do adubo do tanque  para depois contemplar os produtores que já somam mais de 80 cadastrados na expectativa de serem beneficiados. É um momento de parceria e que temos que parabenizar todo o grupo Suinobras que gera emprego, gera renda no nosso município”, destacou o prefeito.


Vicari comentou que faz parte da visão da Suinobras sua função social e esta parceria com a Prefeitura poderá beneficiar a sociedade. “Um projeto que pretende ajudar a comunidade próxima a nós, ofertando os dejetos que são produzidos aqui e que podem ser usados na agricultura familiar”, disse.


O secretário Valdinei Teodoro frisou que “a Agricultura Familiar necessita de correção do solo. Aqui nós temos o Chorume e o que depende do município é o transporte a distribuição do adubo nas propriedades. Eu creio que é uma boa alternativa para que possamos sanar toda essa necessidade de correção do solo e aproveitar esse produto”, explicou.


O adubo tem valores NPK (Nitrogênio, Potássio e Fósforo), características químicas de alto potencial fertilizante e pode substituir o tratamento do solo com produtos de adubação química. “O grande diferencial é que ele têm além do valor de nutrientes, tem matéria orgânica e auxilia no solo com relação à capacidade de retenção de àgua. Ele tem valor nutricional bem mais significativo que o adubo químico”, explica o supervisor de Meio Ambiente, Willi Fritsch.

Veja também

DA-LHE BOI Boiada nova e confinada passa das 25 arroba de média ao abate em Diamantino-MT
SUSTENTABILIDADE Prefeitura aposta em parceria com o SEBRAE para o empreendedorismo sustentável de Diamantino
DIAMANTINO Prefeitura de Diamantino encampará atendimentos no Hospital São João Batista
GOLPE DO ALUGUEL EM NOVA MUTUM Réu que usava perfis falsos no facebook para aplicar golpe é condenado
PANDEMIA DECRETO 159/2021, define novas regras para comércio e circulação de pessoas durante a pandemia
DIAMANTINO Governo de Diamantino lança Programa Mão Solidaria em auxílio as famílias de baixa renda
Publicidade

Copyright © 2013 - 2021 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados