• Diamantino, 27/11/2021
ANIMAIS

Unemat Diamantino e Rondonópolis e o Instituto Professora Coraci convidam associações e ongs para debater direito animal

O trabalho da instituição prevê ações em prol da Educação de Qualidade pelos eixos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU


O Instituto Professora Coraci, Nuepe/Unemat Rondonópolis e Nupedif/ Unemat Diamantino iniciams debate com a sociedade civil organizada, associações, coletivos e ongs que tratam da causa animal, tendo como objetivo criar um espaço para propor políticas públicas de Direito Animal no Estado de Mato Grosso e nas cidades envolvidas no projeto, articulando ações educativas, formativas e informativas.



O fundador do Instituto Professora Coraci, prof. doutor Éverton Neves, explica que o trabalho da instituição prevê ações em prol da Educação de Qualidade pelos eixos dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, sendo que o Direito Animal tem relação direta: “sabemos este debate promove uma cultura de responsabilidade nas comunidades para proteção da vida na sua inteireza, não apenas ao meio ambiente, mas garantindo a conservação da vida, da natureza e dos recursos naturais do planeta”.



O Direito dos Animais desponta como um novo ramo do direito, “protegendo os fundamentos naturais à vida, animais têm valores intrínsecos e dignidade própria, são seres dotados de percepções e sensações, com direito a vida digna, respeito e políticas públicas que possam avançar além do que já está posto, declara o prof. Éverton Neves.



O tema é atual, tanto é que o posicionamento recente do Supremo deu ainda mais força para a legislação protetiva aos animais. Infelizmente ainda existem locais ou pessoas, Brasil afora, que cometem esse tipo de crime. É proibido abate de animais sadios (silvestres, domésticos nativos e exóticos).


Esses animais devem ser encaminhados para um local apropriado, recuperação plena e depois soltura no seu habitat. No caso de animais domésticos, o procedimento é a adoção, geralmente feita em parceria com ONGs. O poder público deve fomentar esse protocolo. Isso é política pública. É papel do executivo cumprir a lei e do legislativo fiscalizar e cobrar o cumprimento de tal legislação ”, explica.



Everton também pontua sobre o abate de animais para consumo humano. “Neste caso existe a previsão legal para abate. Desde que em local apropriado e que seja procedido de acordo com normas evitem o sofrimento do animal. O indivíduo que sair dessa prática, pode ser enquadrado na lei e ter uma séria de complicações judiciais”, alerta.



A Lei 1.095/2019 aumentou a punição para maus-tratos em animais. O texto prevê prisão de até dois a cinco anos para criminosos, além de multa. A legislação abrange animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, incluindo, aí, cães e gatos, que acabam sendo os animais domésticos mais comuns e as principais vítimas desse tipo de crime. Segundo o IBGE, existem, no Brasil, 29 milhões de domicílios com cães e 11 milhões, com gatos.



Neste cenário o Instituto Prof Coraci e a Unemat iniciaram as discussões do PROED ANIMAL- PROGRAMA DE EDUCAÇÃO EM DIREITO ANIMAL- que conta com 3 eixos:


a) Curso de Formação Ético-Juridica- para o aperfeiçoamento dos profissionais da área jurídica, bem como profissionais/voluntários atuantes em organizações de proteção e defesa da causa animal.


b) Palestras Educativas nas Escolas- palestra educativa e formulação de material didático para democratizar os saberes sobre o Direito Animal nas escolas;



c) Laboratório de Ideias Legislativas em Direito Animal- estudo dos principais temas na defesa jurídica dos seres não-humanos, estudos de caso e propositura de projetos de lei e pareceres e publicações no âmbito municipal e estadual.



No dia 23 de novembro, às 19 horas, de modo virtual, ocorrerá o Painel Direito Animal na II Jornada Internacional de Direitos Fundamentais e Interdisciplinaridade, V Jornada de Estudos de Direito (JEDUD/UNEMAT-Diamantino), 24ª Semana Jurídica de Cáceres-MT (SEMAJUR/UNEMAT-Cáceres) e V Ciclo de Debates - GMF e UNEMAT, sendo que aos interessados a participar de reunião que será agendada previamente devem realizar o cadastro no link indicado abaixo.

Veja também

SELETIVO Prefeitura de Diamantino lança processo seletivo na saúde
LIDER DO PREFEITO Puxado por Michele, câmara pede demissão de servidor; outros estão na mira
CULTURA Alunos do 2º ano do Plácido de Castro prestigiam Exposição Langsdorff
SEGURANÇA Diamantino vai operar sistema de vídeo monitoramento integrado ao Ciosp
OPORTUNIDADE Seletivo em Lucas do Rio Verde tem salário de até R$ 16 mil
ELEIÇÕES OAB-MT Gisela Cardoso participa do lançamento da chapa de subseção de Diamantino
Publicidade

Copyright © 2013 - 2021 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados