• Diamantino, 06/07/2022
A CULPA

Reconstrução de ponte destruída durante temporal em Diamantino segue trâmites da Defesa Civil

Somente com o fechamento do relatório da Defesa Civil, ocorrido neste último dia 14 de abril, a gestão municipal foi liberada para realizar o serviço com recursos do tesouro municipal.


A Prefeitura de Diamantino está seguindo os trâmites legais para a execução da obra de reconstrução, com recursos próprios, da ponte sobre o Rio Ribeirão do Ouro, destruída no dia 17 de fevereiro deste ano durante temporal que assolou o município e cujos prejuízos levaram a gestão a decretar situação de emergência.


Somente com o fechamento do relatório da Defesa Civil, ocorrido neste último dia 14 de abril, a gestão municipal foi liberada para realizar o serviço com recursos do tesouro municipal, visto que a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil está priorizando, no primeiro momento, a liberação de recursos para estados que tiveram prejuízos superiores, inclusive com óbitos.


Dr. Manoel acompanha de perto o andamento de todo o processo, que envolve trâmites e prazos. “Já fizemos várias gestões junto ao Ministério do Desenvolvimento Regional para que recursos fossem liberados com urgência, porém como não temos uma previsão exata de quando isso será possível, tomamos a decisão de viabilizar a obra com verba do próprio tesouro municipal”, anunciou o chefe do Executivo.


De acordo com Edes Beia, secretário municipal de Infraestrutura, cinco dias após o temporal ele já tinha ele tinha em mãos o orçamento para a reconstrução da ponte, mas aguardava o relatório final da Defesa Civil para dar andamento no processo.


Nesta segunda-feira (25.04), o sargento Marcelo Fontes, da Defesa Civil, confirmou ao secretário que a Prefeitura de Diamantino poderá realizar todo o processo licitatório para reconstrução da ponte com recursos próprios, sem precisar aguardar recursos federais, já que é determinação do prefeito Dr. Manoel Loureiro que o problema seja sanado o quanto antes.


“A obra poderá ser realizada com dispensa de licitação desde que ela seja concluída prazo de 180 dias de vigor dode situação de emergência, como prevê o Artigo 24 da Lei 866”, observou sargento Marcelo Fontes, referindo-se à chamada Lei das Licitações.


O secretário Beia lembra que a Prefeitura de Diamantino vem realizando manutenção das áreas afetadas pelo temporal a fim de garantir o tráfego de veículos e pessoas.


No que tange à ponte de concreto, relatório da Defesa Civil aponta que a população não se encontra no momento isolada, sem acesso aos serviços essenciais de saúde, educação, assistência social, pois existem rotas alternativas que não oneram o cidadão diamantinense em busca de tais serviços.


“Felizmente temos vias alternativas, porém estamos trabalhando para que a ponte seja reconstruída o mais rápido possível, respeitando os trâmites legais”, concluiu.

Veja também

ESPORTE LOCAL Mais de 260 atletas participam da 1ª Copa Bom de Bola realizada em Diamantino
ILUSTRE Morre Dom Claudio Hummes que ‘inspirou’ o papa a escolher nome Francisco e foi 1ª cardeal a visitar Diamantino
BOA NOTICIA Prefeitura de Diamantino entrega tablets e uniformes para Agentes Comunitários de Saúde
BOA NOTICIA Governo confirma R$ 210 milhões para construir 3.140 casas em MT; veja lista de 69 municípios beneficiados
FIM DO PROBLEMA Sistema de drenagem resolve problema antigo de moradores do bairro Buriti
INVESTIMENTO Governador Mauro Mendes libera mais de R$ 55 milhões em convênios para Diamantino
Publicidade

Copyright © 2013 - 2022 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados