• Diamantino, 18/08/2022
DEFEITO

Justiça manda substituir carrão que estragou durante garantia

Orçamento de manutenção de uma Honda HR-V ficou em R$ 12 mil


Um cliente que adquiriu um Honda HR-V EX CVT 2018, uma SUV avaliada em mais de R$ 100 mil, vai receber outro veículo em substituição até a manutenção de seu Honda ser concluída, ou o fim do processo que move contra a concessionária que negociou o bem. Ele adquiriu o carro no ano de 2018, com garantia de 3 anos, e em 2021 teve que realizar reparos que custaram mais de R$ 12 mil.


A decisão é da juíza da 8ª Vara Cível de Cuiabá, Ana Paula da Veiga Carlota Miranda, e foi proferida no último dia 25 de abril. De acordo com informações do processo, o consumidor adquiriu o veículo na Auto Campo, uma concessionária Honda, que possui unidades em Cuiabá e Várzea Grande, no ano de 2018.


Em 2021, o motor da SUV precisava de reparos, e a conta da manutenção ficou em mais de R$ 12 mil. “Informam que em maio de 2021 foi autorizada a abertura do motor para reparos, contudo,  receberam orçamento no montante de R$ 12.091,67 para conserto do veículo.  Dessa forma, requereram junto à primeira ré fornecimento de laudo técnico, tendo a mesma justificado que os problemas se deram por utilização de combustível adulterado”, revelam os autos.


O dono do Honda, no entanto, relatou que os problemas técnicos não tinham indícios de possuir origem na utilização de combustíveis adulterados, e chegou a entrar com uma ação no juizado especial. O processo, porém, foi extinto em razão de sua complexidade.


Na decisão, a juíza Ana Paula da Veiga Carlota Miranda reconheceu o direito do comprador da SUV, lembrando que o veículo ainda estava na garantia quando foi levado para manutenção.


“Verifico a probabilidade do direito dos autores, eis que conforme consta, o veículo adquirido possuía garantia de 3 anos, tendo apresentado defeito dentro deste período, defeitos estes que não foram solucionados, sendo que no decorrer da tentativa de resolução surgiram novos problemas”, reconheceu o magistrado.


Ana Paula da Veiga Carlota Miranda determinou que a concessionária forneça ao cliente outro veículo, com características semelhantes, até o fim do processo, ou que promova o conserto do Honda. O processo continua tramitando no Poder Judiciária Estadual, que intimou as partes para uma audiência de conciliação no dia 4 de julho de 2022.

Veja também

VEM PRÁ CAIXAÇA VEM!!! 'Caixaça Econômica': bar vai mudar de nome para não ser processado pelo banco
MENORES Em Diamantino, procurador do MPT destaca papel da rede de combate ao trabalho infantil
CULTURA Cine Rodas exibe curtas-metragens e animações ao ar livre em Cuiabá
VALOR DE R$ 13,5 BILHÕES Governo eleva corte no orçamento para dar aumento a servidores
POLEMICA Internautas pedem CPI após ataque à Lei Rouanet
FIM DA POLICIA STJ decide que revista pessoal baseada em “atitude suspeita” é ilegal
Publicidade

Copyright © 2013 - 2022 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados