• Diamantino, 20/04/2019
MANIFESTAÇÃO

TRABALHADORES REALIZAM ATO EM TANGARÁ CONTRA A REFORMA DA PRESIDÊNCIA


Fotografia: Reprodução

Hoje pela manhã foi realizado um ato de manifestação contra a Reforma da Previdência, onde participantes  que  representavam  o  Sindicato dos Profissionais da Educação Básica (Sintep), da Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat), da União dos Estudantes (UNE) e da União Tangaraense dos Estudantes (UTES).


 


Com faixas e cartazes o grupo contra a reforma saíram em forma organizada pela Avenida Brasil e querendo mostrar que seus direitos estão sendo tirados.  Algumas escolas não tiveram aulas hoje.


 


“Imagine o senhor, a senhora que vai acessar a essa aposentadoria... quando? A partir dos 65 anos? Se não contribuir 65 anos não recebe o salário de quem ia se aposentar”, disse o professor do Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA), Eder Ribas se referindo a Reforma da Previdência que estende o tempo de contribuição do trabalhador para 40 anos, e coloca idade mínima de 65 anos para homens e 62 para mulheres.


 


“Estamos nos mobilizando para dizer que somos contra essa Reforma que ataca um direito básico do trabalhador no Brasil, que é o de se aposentar”, afirma. (Com informações- Gilvan Melo - Serra FM)


Redação Tangará em Foco e Diário da Serra

Veja também

RODÍZIO Botelho se licencia e Janaína Riva se torna a 1ª mulher a presidir a ALMT
Outros municípios também foram indicados para receber investimentos
AÇÃO CRIMINAL Confusão entre assessores de Barbudo e Selma durante a campanha vira processo
MANIFESTAÇÃO Centrais preparam ato contra reforma da Previdência e prometem fazer greve geral
MANIFESTAÇÃO Motoristas de Uber fazem protesto, mas são impedidos de entrar na Câmara
(PSL) Senadora se isola, sente reflexo da Senadora se isola, sente reflexo da 'lama" jogada no TRE e põe marido para cuidar do caixa do PSL
Publicidade

Copyright © 2013 - 2019 Jornal O Divisor - Todos os direitos reservados